WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: ‘São Paulo’

SÃO PAULO: Com escuridão atípica, dia vira noite

Nuvem muito baixa e profunda, e por isso tão escura, se formou sobre a cidade a partir de ventos bastante úmidos vindos de sudeste e sul.

Reprodução

Três da noite? O relógio ainda marcava 15h nesta segunda-feira (19/08/2019) em São Paulo quando o céu escureceu, o que causou a impressão de que a tarde tivesse virado noite na cidade. De acordo com Helena Turon Balbino, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), trata-se de uma nuvem muito baixa e profunda, por isso ela é tão escura, que se formou a partir de ventos bastante úmidos vindos de sudeste e sul.

“É mais ou menos como quando estamos em um avião, descendo e entramos no meio de uma nuvem”, diz.

Nas redes sociais, especulou-se que a escuridão poderia ser resultado das queimadas da Amazônia ou da Bolívia, que chegou a provocar uma nuvem de fumaça de 30 km, mas tanto a especialista quanto o pesquisador Alberto Setzer, do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), descartaram essa hipótese.

Segundo Setzer, um pouco de fumaça sempre chega no país, mas não a ponto de causar essa escuridão.

No Twitter, internautas de São Paulo brincaram com a mudança repentina do céu. Um dos assuntos mais comentados da rede social era a expressão “São 16h”, em que os usuários publicavam fotos para tentar “provar” que o dia virou noite. / Metrópoles

‘Musas do estelionato’ são presas após usarem autista para golpe de R$ 50 mil

Dupla conseguiu extorquir R$ 50 mil em apenas uma das vendas. Elas chegaram a chantagear vítimas com criança autista. Crimes ocorreram em Itanhaém, no litoral paulista.

Reprodução

Equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém, no litoral de São Paulo, prenderam duas mulheres que vendiam ‘terrenos fantasmas’ na cidade. Segundo a polícia, elas chegaram a usar uma criança autista na intenção de sensibilizar as vítimas para facilitar o crime e ficaram conhecidas na região como ‘musas do estelionato’. Em um dos casos, ambas chegaram a extorquir mais de R$ 50 mil em uma única venda.

Maria Celene Luiz dos Santos, e Letícia Donner Brandão, foram localizadas, segundo informações divulgadas pela polícia neste domingo (11), quando investigadores da DIG cumpriram mandado de prisão expedido contra as duas, que já tinham passagens pela polícia e ainda respondem outros processos por estelionato.

Um dos crimes originou a denúncia acatada pelo Ministério Público do Estado (MP-SP). As duas agiram juntas: enquanto Letícia apresentava-se como corretora de imóveis, anunciando lotes de terrenos nas redes sociais, Maria Celene fingia ser a dona do imóvel, justificando vendê-lo por um menor preço para arcar com as custas do tratamento de saúde do marido.

De acordo com a polícia, nenhuma levantou suspeita. Elas forjaram um contrato particular de compra e venda para dar veracidade às ações. Letícia assinou como testemunha e reconheceu firma em cartório, ao lado de um comparsa, e Maria Celene assinou como vendedora. Só neste, R$ 20 mil foram recebidos como sinal.

Reprodução

Além de alegar o tratamento do marido como justificativa da venda do terreno por um preço menor, Maria Celene chegou, de acordo com a decisão da Justiça, a encontrar-se com a vítima junto de uma criança autista, na intenção se sensibilizar a vítima e assim conseguir finalizar a negociação.

O juiz da 1ª Vara Criminal de Itanhaém, Paulo Alexandre Rodrigues Coutinho, acolheu denúncia do Ministério Público Estadual e expediu mandado de prisão para Letícia e Maria Celene, condenadas a três anos, dois meses e treze dias de prisão em regime semiaberto, e pagamento de R$ 27 mil em indenização à vítima. :: LEIA MAIS »

Quadrilha finge ser da PF para roubar R$ 123 milhões em ouro do aeroporto de Cumbica

Segundo testemunhas, o assalto foi comandado por cinco homens encapuzados e armados com pistolas e fuzis.

Reprodução

Uma quadrilha invadiu o terminal de cargas do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, na tarde desta quinta-feira e roubou uma carga de 720 kg de ouro. Armados com fuzis e encapuzados, os ladrões usaram viaturas clonadas da Polícia Federal (PF). Na cotação do dia, a carga está estimada em R$ 123 milhões.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite de quarta-feira a quadrilha fez como refém a família de um supervisor de logísitica do aeroporto, o que lhe deu acesso a informações privilegiadas sobre onde a carga estaria.

O ouro estava dentro de um carro-forte e seria transportado para Suíça e Canadá, de acordo com informações iniciais da polícia. A quadrilha chegou ao aeroporto usando dois carros com logotipo da PF: um Triton e um Pajero Dakar.

Segundo testemunhas, o assalto foi comandado por cinco homens encapuzados e armados com pistolas e fuzis. O grupo rendeu o chefe da segurança, colocou a carga no carro e levou um homem como refém. Segundo a PRF, a família do supervisor e o refém foram liberados.

Os dois veículos depois foram encontrados abandonados em ruas do Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo, a cerca de 20 quilômetros do aeroporto. / Extra.

Morre em SP o jornalista Juarez Soares

“China”, como era conhecido, tinha 78 anos e lutava contra um câncer.

Juarez Soares Moreira nasceu em São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, Estado de São Paulo.

Morreu nesta terça-feira, em São Paulo, o jornalista esportivo Juarez Soares, de 78 anos. Ele lutava contra um câncer. “China”, como era conhecido, passou recentemente pela RedeTV! e também trabalhou na Globo, no SBT, na Bandeirantes e na Record.
Na TV Globo, Juarez Soares trabalhou como repórter e comentarista esportivo, entre 1974 e 1982. Ele também atuou na Rádio Globo e em outras emissoras de rádio do país.
Juarez Soares Moreira nasceu em São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, Estado de São Paulo, no dia 16 de julho de 1941. Filho de Adolfo Soares Moreira e Josefina Soares Moreira, formou-se em Pedagogia na Faculdade Oswaldo Cruz, de São Paulo, e foi casado por mais de 30 anos com a jornalista Helena de Grammont.
Em 1958, com 17 anos, começou a trabalhar na Rádio Cultura de Lorena, interior de São Paulo, transmitindo os jogos do campeonato da Segunda Divisão. Em 1961, transferiu-se para a capital, onde foi aprovado em testes nas Emissoras Associadas, passando a trabalhar como repórter esportivo. Até o ano de 1969, quando foi para a Rádio Globo a convite de Pedro Luís Paoliello, o então diretor de Esportes, Juarez Soares já havia passado também pelas rádios Tupi e Gazeta.

Coberturas esportivas
Em 1974, participou da cobertura da Copa do Mundo da Alemanha, pela Rádio Globo, transferindo-se a seguir para a TV Globo, onde atuou como repórter e comentarista esportivo até 1982.
Na Globo, em São Paulo, Juarez Soares trabalhou ao lado de locutores que marcaram época na televisão, como Ciro José e Luciano do Valle. Além disso, teve reportagens esportivas vinculadas nos principais telejornais da emissora e fez parte da equipe dos programas Globo Esporte e Esporte Espetacular.
Como repórter da Globo, cobriu a Olimpíada de Montreal, no Canadá, em 1976, a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, e a Copa do Mundo da Espanha, em 1982. Na Copa da Espanha, que a Globo transmitiu com exclusividade, Juarez Soares acompanhou a Seleção Brasileira ao lado do cinegrafista Daniel Andrade. / G1

TRAGÉDIA: Dupla sertaneja morre após carro em que estavam entrar embaixo de carreta

Ocupantes do veículo voltavam de um show em Bauru (SP). Dois morreram e outros dois ficaram feridos, um deles em estado grave.

Reprodução

Duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas depois que o carro em que elas estavam atingiu a traseira de uma carreta carregada com toras de madeira na Rodovia Cezário José de Castilho, a SP-321, entre Iacanga e Ibitinga (SP), na manhã deste sábado (20). De acordo com a Polícia Rodoviária, o acidente foi no quilômetro 411. Os ocupantes do veículo são membros da banda Stillo Universitário, da cidade de Ibitinga, e voltavam de um show em Bauru.
O vocalista Guilherme Bastos de 22 anos e Bruno Stanzani, de 20 anos, estavam nos bancos da frente e morreram no local. O baterista Geovane Cézar, de 22 anos, estava no banco de trás e ficou gravemente ferido. Ele foi encaminhado para a UTI da Santa Casa de Ibitinga. Já o sanfoneiro Rafael Stanzani, de 22 anos, irmão de Bruno, teve ferimentos leves e foi encaminhado consciente para a Santa Casa de Iacanga.

O motorista do caminhão não ficou ferido. Segundo a Polícia Rodoviária, a pista não precisou ser interditada e a perícia está no local para apurar as causas do acidente. / G1 Bauru

TRAGÉDIA: Família de Ipiaú é encontrada morta em Guarulhos

O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

Reprodução

Os corpos de Uildes Lima Moreira, Gilmara Pinheiro e do filho do casal, Bruno Pinheiro, de 2 anos, encontrados mortos dentro do quarto de uma casa em Guarulhos-SP, saem do IML nesta quinta-feira, 11, com destino à Ipiaú, onde serão velados e sepultados. A informação foi confirmada ao GIRO pela prima de Uildes, Tatiane Lima. Segundo ela, o translado dos corpos será feito de avião até Ilhéus. O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

O horário ainda será definido. Segundo a família, Uildes e Gilmara estavam morando no estado de São Paulo há cerca de três anos. Uildes que exercia a função de pedreiro era natural de Itagibá. Já a sua esposa teria nascido em Ubatã, no entanto, ambos cresceram e moraram por muitos anos em Ipiaú, onde ainda vive grande parte dos familiares.

O casal e o menino foram encontrados mortos após o proprietário da casa onde os três estavam residindo acionar a polícia. A família alugou a casa há cerca de um mês e desde o último domingo (07) estava fechada, sem movimento, mas com as luzes acesas. Ao entrarem no imóvel na Rua Piauí, no bairro Bonsucesso, os policiais não encontraram sinais de violência, mas viram uma churrasqueira acesa. Segundo o site Giro Ipiaú, Uildes estava deitado na cama com a criança, e a mulher estava deitada no chão, ao lado. De acordo com as informações iniciais, a polícia suspeita que os pais acenderam uma churrasqueira dentro do quarto para espantar o frio. A perícia irá determinar a causa das mortes.

BRASIL: Bebê nasce com duas cabeças; Veja o vídeo

Pela primeira vez na história uma criança do sexo feminino nasce com duas cabeças. O fato chamou atenção do corpo clinico que realizou o parto.

Reprodução

O bebê foi transferido para o Hospital de Base de São José do Rio Preto onde recebe cuidados especiais.
A assessoria de imprensa da Santa Casa de Fernandópolis emitiu uma nota oficial sobre o nascimento das gêmeas siamesas.
A mãe, de apenas 21 anos é moradora no bairro Jardim Paraíso e já teria um outro filho.
O fato chegou a ser diagnosticado em exame pre-natal.

A criança teria dois corações e quatro pulmões. / Via Votuporanga Tudo

Casal é preso suspeito de manter mulher em cativeiro durante 20 anos

Écio Pilli Júnior e Marina Okido foram presos acusados de manter uma mulher em cativeiro durante ao menos 20 anos.

Reprodução

Um casal foi preso na no fim da noite de ontem em Vinhedo, no interior de São Paulo, após ser acusado de manter uma mulher, agora idosa, em cativeiro durante ao menos 20 anos, segundo a Polícia Civil. A vítima, Iva da Silva de Souza, de 63 anos, trabalhava como cuidadora sem receber pagamento e era mantida isolada em dois cômodos, na casa dos suspeitos, no bairro João XXIII, sem poder fazer contato com outras pessoas.
A família dela, da cidade de Colorado, no Paraná, havia dado queixa à polícia em razão do seu desaparecimento, no fim da década de 90, mas a mulher nunca foi encontrada.
Conforme a polícia, Écio Pilli Júnior, de 47 anos, e Marina Okido, de 65 anos, usaram os documentos da vítima para abrir conta

Família deu queixa à polícia sobre desaparecimento da vítima no final da década de 90 [imagem ilustrativa]

em banco e emitiam cheques sem fundos em nome dela. Os golpes no comércio levaram a Polícia Militar à casa dos suspeitos de estelionato.
Quando os policiais abordaram o casal, a vítima pediu ajuda. O casal tentou disfarçar a situação, que pareceu estranha aos policiais. A vítima foi levada à delegacia da Polícia Civil e contou que era obrigada a cuidar da mãe de Marina, uma idosa de 88 anos, em troca apenas de alimentação.
A vítima contou ter sido trazida ainda jovem do Paraná pelos pais de Marina para trabalhar como doméstica deles, mas depois passou a ser empregada do casal. Além de cuidar da mãe de Marina, desde que esta se tornou idosa, ela também fazia as tarefas de casa e acabou submetida à situação análoga à de escravidão. Ela contou que, por várias vezes, foi agredida pelo casal e impedida de sair de casa. Iva não podia se comunicar com a família por carta ou telefone. Os dois retiveram seus documentos pessoais e os usavam para aplicar golpes no comércio. O casal foi indiciado em inquéritos por estelionato, tortura e cárcere privado. A vítima foi encaminhada para um abrigo municipal. A polícia tenta contatar os familiares dela no Paraná. A investigação também vai apurar se outras pessoas sabiam da situação da vítima e acobertaram o caso. A mãe de Marina, que era cuidada por Iva, foi encontrada debilitada e doente. Ela foi encaminhada para a Santa Casa de Vinhedo e permanecia internada na manhã de hoje. / Uol.

FUTEBOL: Abertura da Copa América terá 10 minutos de duração e muita tecnologia

Na festa 12 crianças representarão os países participantes do torneio.

O ex-lateral da Seleção Brasileira, Cafu, posa com o mascote da Copa América Brasil 2019, no Estádio do Morumbi, zona oeste de São Paulo.

Com 400 pessoas em cena, 100 músicos e muita tecnologia, a cerimônia de abertura da Copa América vai mostrar o sonho de 12 crianças, cada uma representando um dos países que participarão da competição. Segundo os organizadores da Copa, a história das crianças será contada em duas partes: a primeira, no início, e a segunda, no encerramento da cerimônia, que terá início as 21h10 de sexta-feira (14), no estádio do Morumbi, em São Paulo.
“É a primeira vez, em grandes eventos, que a gente conta [uma história] neste formato [dividida em duas partes]. Desta vez, o Brasil, como anfitrião, convida toda a América do Sul para contar uma história juntos. Os protagonistas serão os 12 países juntos, com os dois convidados [Japão e Catar]”, disse o diretor artístico da cerimônia, Edson Erdmann. “A plateia do estádio vai participar e vai contar a história junto”, ressaltou.
Erdmann lembrou que os espetáculos que abriram a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016, contaram a história do Brasil. “Agora teremos ancestrais de todos os países convidados e vamos contar a história da América do Sul”, afirmou.
Durante a cerimônia será cantada a música-tema da Copa América deste ano, Vibra Continente, escrita por Rafinha RSQ, Léo Santana, Karol G e Ovy On the Drums. A canção, que será interpretada por Léo Santana e pela colombiana Karol G, mistura o swing latino e o funk.
A organização ainda não sabe quantos chefes de Estado vão participar do jogo de abertura da Copa América, entre Brasil e Bolívia. Até este momento, apenas o presidente Jair Bolsonaro e o emir do Qatar, Tamim bin Hamad al Thani, confirmaram presença.

Fachada do Estádio do Morumbi, na zona oeste de São Paulo.

Das 12 seleções que vão participar do evento, oito já estão no Brasil, e duas chegam hoje (12): Peru e Japão. As equipes do Paraguai e do Uruguai chegam amanhã (13).
Os portões do Morumbi serão abertos quatro horas antes do início do jogo entre Brasil e Bolívia, marcado para as 21h30. A dica é que as pessoas usem o transporte público e cheguem cedo ao estádio, já que será proibido circular de carro dentro da área de segurança estabelecida ao redor de cada um dos estádios.

Agência Brasil

Imagem mostra suposta briga entre Neymar e mulher que o acusa de estupro

Segundo pessoas que analisaram o vídeo, não é possível confirmar a agressão do atacante.

Vídeo será usado pela defesa da vítima como prova contra o jogador (Foto: Reprodução/Brasil Urgente)

Uma imagem da suposta briga de Neymar com a modelo que o acusa de agressão e estupro vazou na internet. A foto corresponde a um trecho do vídeo que a defesa da vítima diz ter como prova contra o jogador.
O vídeo teria sido gravado no dia seguinte ao suposto estupro. Segundo o repórter Lucas Martins, do Brasil Urgente, pessoas que assistiram ao vídeo dizem que Neymar entra no quarto e a mulher parte para cima dele questionando: “por que você fez isso comigo? ”.
Ainda segundo pessoas que analisaram as imagens, não é possível confirmar a agressão do atacante.
A advogada da acusadora, Yasmin Pastore Abdalla, garantiu que a suposta vítima prestará depoimento nesta quinta-feira, às 16h, na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher. Ela vai alegar que foi agredida porque Neymar se recusou a usar camisinha.

Band





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia