WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: ‘Polícia Civil’

TRAGÉDIA: Família de Ipiaú é encontrada morta em Guarulhos

O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

Reprodução

Os corpos de Uildes Lima Moreira, Gilmara Pinheiro e do filho do casal, Bruno Pinheiro, de 2 anos, encontrados mortos dentro do quarto de uma casa em Guarulhos-SP, saem do IML nesta quinta-feira, 11, com destino à Ipiaú, onde serão velados e sepultados. A informação foi confirmada ao GIRO pela prima de Uildes, Tatiane Lima. Segundo ela, o translado dos corpos será feito de avião até Ilhéus. O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

O horário ainda será definido. Segundo a família, Uildes e Gilmara estavam morando no estado de São Paulo há cerca de três anos. Uildes que exercia a função de pedreiro era natural de Itagibá. Já a sua esposa teria nascido em Ubatã, no entanto, ambos cresceram e moraram por muitos anos em Ipiaú, onde ainda vive grande parte dos familiares.

O casal e o menino foram encontrados mortos após o proprietário da casa onde os três estavam residindo acionar a polícia. A família alugou a casa há cerca de um mês e desde o último domingo (07) estava fechada, sem movimento, mas com as luzes acesas. Ao entrarem no imóvel na Rua Piauí, no bairro Bonsucesso, os policiais não encontraram sinais de violência, mas viram uma churrasqueira acesa. Segundo o site Giro Ipiaú, Uildes estava deitado na cama com a criança, e a mulher estava deitada no chão, ao lado. De acordo com as informações iniciais, a polícia suspeita que os pais acenderam uma churrasqueira dentro do quarto para espantar o frio. A perícia irá determinar a causa das mortes.

Sobrinho suspeito de matar a tia e arrancar o coração tinha se mudado para MT há 4 dias após tentar matar a mãe em SP

Delegado classificou rapaz como ‘repugnante, monstro e perturbado’. Sobrinho arrancou o órgão e o entregou para a filha da vítima.

Reprodução

O sobrinho que foi preso na noite dessa terça-feira (2) suspeito de ter matado a tia dele em Sorriso, a 420 quilômetros de Cuiabá, tinha se mudado para Mato Grosso há quatro dias depois de tentar matar a mãe dele em Campinas, São Paulo.
A informação foi divulgada pelo delegado André Ribeiro nesta quarta-feira (3). Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi morta a facadas dentro da própria casa, no bairro Vila Bela, pelo sobrinho Lumar Costa da Silva, de 28 anos.
Segundo o delegado, ele arrancou o coração da mulher, entregou o órgão para a filha da vítima e confessou o crime.
“É repugnante, ele é um monstro e é uma pessoa perturbada. Não se pode nem dizer que ele é um animal, porque nem um animal faz isso com outro”, declarou o delegado.
De acordo com a Polícia Civil, Lumar chegou a Mato Grosso na última sexta-feira (28) para morar com a tia. No mesmo dia que chegou o rapaz entregou currículos na cidade. A família diz que ele é considerado uma pessoa inteligente e fala duas línguas.
Lumar, atualmente desempregado, é técnico em redes de sistema e morava em São Paulo.

“No dia 21 de junho ele tentou matar a mãe dele em São Paulo, usando um facão. Por conta dessa situação ele veio para Sorriso onde foi morar com a tia”, explicou o delegado.

Maria Zélia abrigou o rapaz, mas o suspeito também começou a causar problemas para a família em Mato Grosso. A tia sabia do desentendimento com a mãe dele em São Paulo. O comportamento dele teria mudado, conforme familiares, depois da briga com a mãe.

“No final de semana ele arrumou uma confusão com vizinhos e, com um facão, ameaçou matar pessoas e crianças na rua. Depois desse acontecimento a tia [vítima] pediu para que a família tirasse ele da casa”, comentou o delegado.

:: LEIA MAIS »

BARBÁRIE: Sobrinho mata a tia, arranca o coração e leva o órgão para a filha da vítima

Maria Zélia havia expulsado o sobrinho de casa ao descobrir que ele era usuário de drogas; crime bárbaro chocou cidade do Mato Grosso.

Maria Zélia da Silva, de 55 anos (acima), foi assassinada pelo sobrinho. (Arquivo Pessoal/Reprodução)

Lumar Lopes, de 28 anos, foi preso na noite da última terça-feira (2) suspeito de ter assassinado a facadas sua tia, Maria Zélia da Silva, 55, arrancado o coração dela em seguida e levando o órgão para a filha da vítima. O crime aconteceu em Sorriso, no Mato Grosso. O rapaz confessou o ocorrido à família, de acordo com a polícia.
Segundo os familiares, Lumar era usuário de drogas e morava em São Paulo. Ele estava hospedado na casa da tia, no bairro Vila Bela, em Sorriso. Após a vítima descobrir o vício do sobrinho, o rapaz foi expulso da casa.
O filho de Maria Zélia, primo do assassino, arranjou uma quitinete para que Lumar ficasse temporariamente. O suspeito já havia deixado a residência, porém, voltou à casa da tia para matá-la a facadas. Depois, arrancou o coração da mulher e levou o órgão em uma sacola para a filha da vítima, Patrícia Campos.
Segundo ela, o primo estava “fora de si” e exigia que ela entregasse sua filha de 7 anos. Em seguida, Lumar roubou o carro de Patrícia e saiu da casa.
De acordo com o perito Nilson Carlos Dalberto, o suspeito usou duas facas para matar a vítima. A mulher tinha três ferimentos, sendo no pescoço e no tórax.
“Ela apresenta espuma na boca, o que muito provavelmente indica que, durante a abertura do tórax, essa vítima ainda estava respirando. Não é possível afirmar se estava consciente ou não. É um fato completamente fora do comum, muito diferente do que a gente está acostumado a ver”, disse o perito ao G1.
O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorriso. Lumar foi preso e levado à delegacia da Polícia Civil. /

G1.

BRASIL: Trabalho infantil ainda é preocupante, diz fórum

País tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos trabalhando.

Reprodução

No Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, lembrado hoje (12), a secretária executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), Isa Oliveira, afirmou que atualmente ainda há uma naturalização do trabalho infantil, como se fosse algo positivo para crianças e adolescentes.
“Mas é interessante observar que essa naturalização é para crianças e adolescentes de famílias de baixa renda, que são vítimas de exclusão social”, disse. A secretária ressaltou que negros são maioria entre crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil.
Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2016 mostram que o Brasil tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos trabalhando. Os adolescentes pretos e pardos correspondem a 66,2% do total do grupo identificado em situação de trabalho infantil.
Em relação ao perfil econômico das famílias com crianças e adolescentes de 5 a 17 anos em situação de trabalho infantil, 49,83% têm rendimento mensal per capita menor do que meio salário mínimo, sendo consideradas família de baixa renda.
A Organização Internacional do Trabalho (OIT) define como trabalho infantil aquele que priva as crianças de sua infância, seu potencial e sua dignidade. É também a forma de trabalho prejudicial ao desenvolvimento físico e mental das crianças, aquela as priva de oportunidades de frequentar a escola.
“O trabalho infantil expõe crianças e adolescentes a muitos riscos de acidentes, de mutilações, de adoecimento e de óbitos, no momento de desenvolvimento que requer muito cuidado, proteção e atenção”, afirmou a secretária-executiva.
A coordenadora do fórum diz que, apesar da redução registrada nos últimos anos, o cenário do trabalho infantil ainda é preocupante no Brasil, sobretudo na faixa etária entre 14 e 17 anos. Ela cita que de 1992 a 2015 houve redução de 65% no número de crianças e adolescentes nesta situação. As ações de fiscalização e programas de transferência de renda como a condicionalidade de frequência escolar estão entre as principais contribuições para o avanço na redução do problema, segundo afirmou.
“A principal estratégia é articular a inclusão escolar, mas garantindo que as crianças e adolescentes permaneçam na escola, aprendam e concluam o ensino básico. Essa estratégia precisa estar articulada com a política de assistência social que tem a responsabilidade de assegurar a proteção social.”

CONFIRA A LISTA COMPLETA DAS REGIÕES

Agência Brasil

BRASIL: Polícia indicia Eduardo Bandeira de Mello e outras 7 pessoas por mortes em incêndio do Ninho

A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou por homicídio com dolo eventual o ex-presidente do Flamengo Eduardo Bandeira de Mello pelas dez mortes no incêndio do Ninho do Urubu, CT do clube, no dia 8 de fevereiro de 2019.

Eduardo Bandeira de Mello foi indiciado por homicídio doloso em mortes em incêncio no Ninho Foto: Gilvan de Souza / Flamengo – 17.10.2018

As informações iniciais são da “TV Globo” e foram confirmadas pelo Extra. O ex-dirigente disse que não iria se manifestar porque ainda não foi notificado.
Além do ex-cartola, outras sete pessoas foram indiciadas pelo mesmo crime e de forma dolosa, quando se assume o risco de matar: o monitor Marcos Vinicius e os Engenheiros do clube Marcelo Sá e Felipe Ponde. Os engenheiros da NHJ Danilo Duarte, Weslley Giménes e Fábio Hilário e o técnico em refrigeração Edson Colman. Além das dez vítimas fatais entre 14 e 16 anos, mais três jogadores ficaram feridos.
Na investigação, assinada pelo delegado Márcio Petra, a polícia observou os envolvidos sabiam que o contêiner tinha diversas irregularidades estruturais e elétricas; a ausência de reparos dos aparelhos de ar condicionado instalados no contêiner; a ausência de monitor no interior do contêiner e a recusa de assinatura do TAC proposto pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para que fosse regularizada a situação precária dos atletas da base do time.

Reprodução

Além disso, o inquérito aponta que o descumprimento da Ordem de Interdição do CT editada pelo Poder Público Municipal por falta do alvará de funcionamento e do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros, e a piora das condições do alojamento dos jogadores da base, inclusive, no que se refere a segurança contra incêndio, assinalada nos autos da Ação Civil movida pelo MPRJ.

Confira a conclusão do inquérito com as circunstâncias na investigação. :: LEIA MAIS »

Mãe é presa suspeita de ter matado bebê de 3 meses por ritual de magia negra

Uma mulher foi presa suspeita de ter matado e esquartejado o próprio filho em Itapecuru Mirim, no interior do Maranhão. De acordo com a Polícia Civil, Patricia Maria dos Santos é suspeita de ter cometido o crime em ritual de magia negra.

Patricia Maria dos Santos é suspeita de ter matado e esquartejado o próprio filho

O corpo do bebê de três meses foi encontrado, no dia 31 de março, no Povoado Vinagre, com a cabeça e membros separados do torso.
Segundo a corporação, as investigações após a descoberta do corpo da vítima primeiro levaram à prisão dos pais de Patrícia, Jackson Matos Pereira, de 40 anos, e Marilene dos Santos Menezes, de 45. Eles foram identificados por um vídeo em que o carro de Jackson aparece nas proximidades de onde o bebê foi encontrado. Questionado, o homem afirmou que jogou algo fora, dentro de saco, mas que não sabia que se tratava de um corpo de uma criança. Jackson disse que pensou que fossem pedaços de carne podre.

A prisão de Patrícia aconteceu na última quarta-feira, após os pais dela terem sido presos. À polícia, a jovem disse que teria abortado espontaneamente e que deixou o feto dentro do carro do pai. No entanto, a perícia técnica apontou que o corpo é de uma criança de 3 meses de idade.

O Caso
No dia 3 de maio, o corpo de uma criança foi encontrado dentro de uma sacola em um matagal, na cidade de Itapecuru-Mirim.
As investigações da polícia resultaram na prisão do casal Jackson Matos Pereira e Marilene dos Santos Menezes, por suspeita de participação no crime.

:: LEIA MAIS »

Veja a entrevista da mãe que matou o filho de 9 anos esfaqueado, degolado e queimado

Com a ajuda da companheira, a mulher distribui partes do corpo esquartejado da crianças em mochilas e também numa mala jogada dentro de um bueiro. A barbaridade estarrece Samambaia-DF no fim de semana e nos deixa perplexos pela crueldade e covardia: a criança dormia quando levou a facada da mãe.

CONFIRA A ENTREVISTA

DF Alerta

Advogada desaparecida é encontrada morta

Corpo foi encontrado na tarde deste sábado (01) e levado ao IML.

Marcela de Souza Oliveira

A família da advogada Marcela de Souza Oliveira identificou o corpo da jovem, que foi encontrado por volta das 13h30 deste sábado (01), no Rio Iguaçu, Baixada Fluminense, com o auxílio do Corpo de Bombeiros.
Ela estava desaparecida desde segunda-feira (27).
O reconhecimento foi feito pelo pai dela, que identificou uma tatuagem nas costas da filha.
O cadáver estava na mesma região onde foram achados documentos, a bolsa e um casaco da advogada.
Quando o corpo foi encontrado, não foi possível a identificação imediata devido ao estado de decomposição. Testes ainda serão realizados no Instituto Médico-Legal.
Investigação

:: LEIA MAIS »

POTIRAGUÁ: Corpo encontrado pode ser de pecuarista desaparecido em Itapetinga

Corpo seja do pecuarista Julio César Correia de Almeida, o Théo (50), desaparecido desde segunda-feira (27).

De acordo com informações divulgadas agora a pouco, um corpo foi encontrado próximo a ponte do Rio Pardo, entre os municípios de Itapetinga e Potiraguá.
Suspeita-se que o corpo seja do pecuarista Julio César Correia de Almeida, o Théo (50), desaparecido desde segunda-feira (27).
No início da noite de hoje (30), equipes da Polícia Civil e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itapetinga deslocaram-se até o referido local.

CONFIRMADO – O corpo encontrado foi identificado como sendo mesmo o de Júlio César Correia de Almeida, o Théo (50 anos).

ATUALIZADO – O corpo encontrado no final da tarde dessa quinta-feira (30), na beira do Rio Pardo, na fazenda Rio Grande, proximidades da entrada do Distrito de Palmares, região de Potiragua. O corpo estava em estado de decomposição e com perfurações provenientes de disparos de arma de fogo.
Théo foi sequestrado na última segunda (27) ao chegar em uma fazenda de propriedade de sua familia, próximo a Balsa de Hermógenes, em Itapetinga. No local a polícia encontrou um capacete com sangue e duas perfurações de tiros.
A família ofereceu até uma recompensa em dinheiro para quem desse informações sobre o desaparecimento do homem.
O corpo foi recolhido por agentes de necropsias do DPT e conduzido para o IML onde será necropsiado. :: LEIA MAIS »

URGENTE: Líder do tráfico em Itarantim é preso nesta quinta-feira (30)

O mesmo era apontado pelas investigações como principal traficante de Itarantim.

Marcos Alexandre Sales Omar, conhecido como “Capixaba”

Equipes da Coordenaria de Itapetinga e da DT de Itarantim, com o apoio da GM (Guarda Municipal), deram cumprimento ao mandado de prisão temporária expedido em desfavor de Marcos Alexandre Sales Omar, conhecido como “Capixaba”, pela prática de homicídio.
O mesmo era apontado pelas investigações como principal traficante de Itarantim, um dos braços direito de Kevin Brendo Soares, o Maresia, foragido da justiça com prisão preventiva decretada.
Ao ser preso, o rapaz confessou a tentativa de homicídio efetuada contra Michael da Silva, ocorrida no último dia 19 de maio desse ano. A polícia o levou até sua residência onde foram aprendidas vinte cápsulas de cocaína e um revólver Taurus 38, com cinco munições intactas.
Um adolescente de 16 anos envolvido com o tráfico e membro do mesmo grupo também foi conduzido com cinco pedras de crack pesando aproximadamente 75 gramas.
A polícia também realizou outras incursões na cidade com o objetivo de cumprir o mandado de prisão contra Maresia.
Até o fechamento desta matéria, a polícia não havia obtido êxito.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia