WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

:: ‘Crime’

Mulher é presa acusada de matar marido para ficar com seguro

Adriana Simora Heuller não trabalhava. As investigações apontam que ela matou Márcio Wagner de Jesus para ficar com o seguro de vida e verbas trabalhistas dele.

Crime aconteceu em maio deste ano, na Serra.

Uma mulher de 38 anos foi presa suspeita de matar o marido a facadas. O crime aconteceu no dia 30 de maio, no bairro Costa Dourada, região da Grande Jacaraípe, na Serra. Adriana Simora Heuller foi detida no dia 12 de setembro, mas a polícia só divulgou o caso nesta quinta-feira (19).
A polícia acredita que Adriana matou o marido Márcio Vagner de Jesus, de 48 anos, para receber o seguro de vida dele.
“A família indica pra gente como motivação, possivelmente, a questão de um seguro de vida e verbas trabalhistas que o Márcio tinha direito pelo fato de ele trabalhar no porto em Vila Velha. Então a motivação seria essa”, explicou o delegado Daniel Fortes.
O corpo de Márcio foi encontrado na rodovia Audifax Barcelos. A perícia da Polícia Civil identificou que a vítima havia sido abandonada já sem vida no local.
“Ele já estava em óbito quando chegou. Ale´m disso, ele não tinha lesões de defesa, a gente acredita que ele foi morto enquanto dormia”, relatou a perita criminal Laila Ferreira Marques.
O casal estava junto há dois anos. Segundo a polícia, foi a própria Adriana que reconheceu o corpo e liberou a vítima no Departamento Médico Legal (DML), mas logo depois ela desapareceu.
Segundo o delegado Daniel Fortes, o depoimento dela foi contraditório desde o início. “Depois disso a Adriana sumiu do município de Serra, não atendeu mais o telefone, então nós começamos a procurar em diversos municípios. Conseguimos encontrá-la no dia 12 de setembro, no município de Cariacica”, contou.
Como a mulher desapareceu, a polícia pediu uma autorização na Justiça para entrar na casa onde o casal morava. Os policiais perceberam que a residência estava abandonada, que Adriana mudou os móveis de lugar e chegou colocar fogo em uma cama, na tentativa de eliminar provas do crime.
Foi preciso que a perícia fizesse exames e usasse um reagente na casa. “Através de reativo que a gente usa para detectar sangue oculto, a gente encontrou manchas projetadas dentro dos quartos, na casa onde a vítima morava”, contou o perito criminal Onézio Barbosa Júnior.
A polícia ainda descobriu que havia sangue de três pessoas na casa. Por isso, as investigações continuam. “Nós acreditamos na participação de uma outra pessoa, que foi identificada através do exame de DNA da Polícia Civil, mas ainda não conseguimos confirmar quem é essa pessoa que ajudou a Adriana no homicídio”, falou o delegado Daniel.
Adriana foi levada para uma unidade prisional da Grande Vitória. / Fa Notícias

Homem mata amigo e enterra corpo na própria casa

Anderson Chaves Pereira teria furtado dinheiro do suspeito.

Reprodução

Um jovem de 21 anos foi morto na noite de sábado (14) no município de Jequitinhonha (MG). Anderson Chaves Pereira teria furtado dinheiro do suspeito em data pretérita e foi atingido por um tiro de espingarda após confirmar o crime.
Segundo o boletim de ocorrências, Anderson foi para a casa do suspeito na última segunda-feira (09) e teria pedido um cachorro emprestado para caçar durante a madrugada seguinte. O jovem resolveu deitar-se para descansar, quando foi questionado pelo anfitrião se ele teria furtado mais de R$ 2 mil dele. O jovem confirmou ter levado o dinheiro e disse que iria correr atrás para devolver. Disse ainda que passou parte da quantia para uma mulher que estaria se relacionado.
O suspeito, possuído por raiva, pegou uma espingarda chumbeira no galinheiro e novamente questionou Anderson se ele realmente foi o autor do furto. O jovem confirmou e, logo em seguida, foi alvejado por um disparo na cabeça.
Familiares estranharam o desaparecimento de Anderson e acionaram a polícia, que foi até a casa do suspeito e, depois de muita conversa, descobriram que após morto, o corpo de Anderson foi enrolado em um colchão e enterrado no quintal da residência.
Na tentativa de acabar com provas do crime, o suspeito pintou as paredes da casa para tampar os vestígios de sangue.
A arma usada no crime, além da arma de caça da vítima, e munições foram encontradas enterradas numa plantação de mandioca no quintal da casa.
O suspeito foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Almenara. O caso será investigado. / Jornal Almenara.

Avó flagra marido prestes a estuprar sua neta de quatro anos

Uma menina de quatro anos quase foi estuprada na tarde dessa sexta-feira (6) pelo marido da avó, no Bairro Pitaluga, em Barra do Garças (520 km de Cuiabá).

Reprodução

A avó dela acordou e flagrou o marido já sem as vestes e tendo abaixado as roupas da criança.
Conforme o boletim de ocorrência, o suspeito, 60 anos, e a avó da menina, 46 anos, – que tem a guarda definitiva da neta – moram juntos há cinco meses.
Nessa sexta-feira, depois do almoço, o casal foi dormir em um quarto e a criança em outro. Porém, após algum tempo, a menina foi até o quarto da avó, a acordou e permaneceu no cômodo.
A avó voltou a dormir e, pouco depois, quando acordou novamente, encontrou o marido com a neta dela entre as pernas dele, com o short e a calcinha da menina abaixados até próximo ao joelho e o zíper da bermuda dele aberto, com o órgão sexual para fora.
Imediatamente a avó chamou a Polícia Militar e uma equipe foi até a casa. O suspeito afirmou para a esposa que teria sido a primeira vez que isso aconteceu.
O caso foi registrado como estupro de vulnerável. O suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia, junto com a criança e a avó. / Meionorte.

CRUELDADE: Filho mata o pai a marteladas; vídeo mostra como jovem teve sangue frio

Alguns crimes que acontecem no país são assustadores. Entender como eles acontecem não é nada simples. Neste sábado, 7 de setembro, um crime acabou ganhando grande repercussão.

Reprodução

O jovem Joseph Micheletti Dempsey, de 19 anos, teria assassinado o próprio pai, Joseph John Dempsey, de 57 anos.
De acordo com informações do G1, o homem teria sido morto com golpes de martelo. Ele também teria dado facadas no pai, que durante a morte teria suplicado ao filho para não fazer isso, alegando que o amava muito. Após matar o homem, Joseph teria tentado fugir. No entanto, a polícia encontrou com ele objetos que comprovavam o triste momento em família, algo que tem cortado o coração de muita gente.
Segundo os agentes da lei, mesmo após a tentativa de fuga, o rapaz ainda mantinha os objetos consigo. A polícia encontrou com ele o martelo e a faca usados para matar o próprio pai. A polícia foi chamada por uma vizinha, que ouviu toda a dantesca cena. Veja abaixo o vídeo sobre o caso:

A faca, inclusive, ainda estaria suja com o sangue do pai, que tem o mesmo nome do filho. Na casa da família, conforme informações do portal de notícias G1, a polícia ainda encontrou o pai com vida. Ele foi socorrido, mas não resistiu. Alguns dos ferimentos eram perfurações no pescoço. Até os agentes mais acostumados com situações criminais ficaram estupefatos com o que aconteceu na casa, que fica no estado de Minas Gerais.
O jovem foi encaminhado para uma delegacia da região. O G1 diz que não conseguiu entrar em contato com a defesa do rapaz de apenas 19 anos. / G1

Filha encomenda morte do pai por R$ 7,5 mil e é presa no velório

Idoso de 70 anos foi encontrado por um funcionário da empresa que ele comandava com marcas de tiro no corpo.

Reprodução

Uma mulher de 38 anos foi presa na cidade de Uberlândia, no interior de Minas Gerais, após pagar R$ 7,5 mil pela morte do pai. A prisão ocorreu na frente de toda a família durante o velório do empresário de 70 anos.
O idoso foi encontrado morto por um dos funcionários em um cômodo da empresa que ele comandava. O corpo estava sem roupa e com perfurações de tiros.

A polícia chegou até a mulher após duas ligações anônimas: uma delas afirmava que a filha teria encomendado o crime, outra dava o endereço exato do local onde o suspeito de ter cometido o assassinato estava.
Dinheiro e arma foram encontrados com quatro suspeitos de envolvimento com o crime.
Todos os investigados pelo crime negaram participação, mas apontaram a mulher como responsável por encomendar a morte do pai. Uma arma e R$ 7,5 mil em dinheiro foram encontrados com os suspeitos, de 41, 34, 27 e 17 anos.

Os três maiores de idade foram presos e o adolescente apreendido. / Metrópoles.

Filho é preso após tentar decepar mão da mãe

Ele teria tentado agredir a mãe por causa da carne feita para o jantar.

Reprodução

Um rapaz de 21 anos foi preso neste fim de semana após tentar decepar a mão de sua mãe de 52 anos, na cidade de Aquidauana, a 135 quilômetros de Campo Grande. Ele teria tentado agredir a mãe por causa da carne feita para o jantar.
O rapaz chegou em casa junto da namorada na noite do último sábado (31), e viu a mãe cozinhando uma carne para o jantar, sendo quem foi até ela e disse para jogar fora que ele não queria comer carne e que ia fazer outra coisa, mas a mulher continuou na cozinha. Descontrolado, ele pegou um facão e começou a correr atrás da vítima dizendo que ia decepar a mão dela.
A mulher fugiu e na correria acabou caindo no chão cortando as mãos em um tijolo. A polícia foi chamada, e segundo o site JNE os militares encontraram o autor deitado junto da namorada no quarto. Com ele foi encontrado uma trouxinha de maconha, que disse ter comprado de um traficante de 17 anos. / Midiamax

Mulher é agredida pelo ex com martelo e tem nariz quebrado

Filha do casal, de apenas dois anos, assistiu a todo o episódio. Homem ainda tentou esfaqueá-la.

Reprodução

A balconista Marcela Marinho, de 18 anos, não esquece dos momentos de terror que viveu na madrugada de sábado (24/08/2019), dentro da própria casa, em Duque de Caxias (RJ). A jovem estava dormindo quando foi acordada com socos e chutes dados pelo ex-marido, Yan Gouvea, 25.
“Ele sempre foi agressivo, falava que eu o desobedecia por causa de ciúmes, que não gostava de certas roupas que eu usava, que eu ficava muito nas redes sociais, reclamava das minhas amizades, que a minha irmã não podia me visitar”, diz Marcela em entrevista ao jornal O Dia.
A vítima conta que, além dos socos e pontapés, Yan tentou usar uma faca de mesa, que quebrou quando ia esfaqueá-la. Um martelo também foi usado contra a jovem. A agressão a deixou com um nariz quebrado e quatro pontos na sobrancelha. Isso tudo na frente da filha do casal, de apenas dois anos.
“Ele me enforcava e eu desmaiava. Isso falando que eu estava levando a nossa filha para casa de homem, que eu só saía para ficar com homem, que se eu não fosse dele, não seria de mais ninguém e que iria tirar a minha filha de mim”, explicou. Hoje, com o rosto todo inchado, ela aguarda uma melhora no nariz para saber se vai precisar operá-lo. / Metrópoles.

BRUMADO: Homem é morto a golpes de machado

Um homem identificado como Davi Correia da Silva, 38 anos, morreu no final da manhã desta segunda-feira (26), a golpes de machado, em Brumado.

Segundo apurou o site Achei Sudoeste, o crime ocorreu na Rua Aparecida, no Bairro São Félix, nas proximidades da Barraginha. De acordo com a Polícia Militar, Davi foi atingindo na região da cabeça. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou o levantamento cadavérico no local e encaminhou o corpo de Silva para o Instituto Médico Legal (IML).
A PM agiu rápido e conseguiu prender o suspeito do crime nas proximidades da Igreja Santa Luzia. O acusado transitava tranquilamente pelo local, quando foi surpreendido pela guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto). Para a polícia, ele negou com veemência a autoria do crime. Os policiais que atenderam a ocorrência, percebeu que o suspeito estava com marcas de sangue nos pés e nas mãos. Populares tentaram linchar o acusado, mas a polícia impediu o ato.

A arma do crime ainda não foi localizada. Ele já havia sido preso anteriormente por ter desferido golpes de facão em sua tia. O suspeito foi conduzido para Delegacia Territorial de Brumado. / Achei Sudoeste

MONSTRO: Pai quebra pernas e braços do próprio filho de seis meses

Um bebê de apenas 6 meses de idade, deu entrada com múltiplas fraturas e mordidas espalhadas pelo corpo, agressões que segundo a Polícia Militar, foram feitas pelo próprio pai.

Reprodução

Uma covardia sem precedentes, que comoveu e revoltou desde os polícias que atenderam a ocorrência, delegados, equipe médica e até mesmo este repórter e certamente a qualquer um que ler esta matéria, foi registrada no pronto atendimento do Hospital São Lourenço, em Carmo de Minas/MG. Um bebê de apenas 6 meses de idade, deu entrada com múltiplas fraturas e mordidas espalhadas pelo corpo, agressões que segundo a Polícia Militar, foram feitas pelo próprio pai.
Ainda de acordo com a PM, ao chegarem no hospital, os policiais se depararam com o bebê, de nome Davi, internado bastante debilitado, sendo constatado em seu corpo diversas mordidas, as duas pernas quebradas, braço esquerdo quebrado em 3 lugares e hematomas pelo rosto e crânio.
Durante intensa parlamentação com a mãe, a qual o tempo todo negava ter agredido a criança, esta relatou aos policiais que seu marido poderia ser o autor das agressões. Diante das informações repassadas pela mãe de Davi, os policiais realizaram um intenso rastreamento e localizaram o pai do bebê que assumiu as agressões. Segundo ele, a mulher estaria dando mais atenção para o bebê do que para ele. O Casal é morador da cidade de Carmo de Minas-MG.
Réu confesso o autor que não teve o nome divulgado pela PM, recebeu voz de prisão, juntamente com a mãe. Os dois foram levados e entregues aos cuidados da Delegacia de Polícia Civil em São Lourenço-MG, onde foi ratificado o flagrante.
O bebê Davi, segue internado no Hospital São Lourenço, bastante debilitado e a suspeita e de que estas agressões já deveriam estar ocorrendo a algum tempo. O autor da covardia, deve ser levado a presença do Juiz da comarca de Carmo de Minas ainda nesta terça-feira (20/08) para audiência de custódia. O caso foi registrado como ocorrência de lesão corporal grave. / Mina Hoje

ALMENARA: Homem morre em bar depois de negar bebida para uma mulher

A vítima foi esfaqueada e agredida a pauladas por dois adolescentes que acompanhavam uma mulher que havia pedido bebida ao homem. Ela foi presa.

Reprodução

Um homem de 53 anos foi assassinado em Almenara, no Vale do Jequitinhonha. Segundo a Polícia Militar, Antenor Antunes Júnior estava em um bar quando foi esfaqueado e agredido a pauladas, após se negar a pagar uma bebida para uma mulher de 34 anos.
Ainda de acordo com a PM, a mulher havia entrado no bar seguida de dois adolescentes, de 16 e 17 anos, que foram os autores do homicídio. Após o crime, os três envolvidos fugiram.
A mulher foi encontrada em casa. No local foram apreendidas as armas utilizadas, uma faca e pedaços de madeira. A polícia continua as buscas pelos adolescentes. O corpo do homem foi encaminhado para o IML do município. / Jornal Almenara.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia