WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Ciência’

A lua está diminuindo de tamanho e enrugando, diz estudo da Nasa

Satélite natural da Terra está perdendo temperatura e deve ter encolhido cerca de 50 metros nas últimas centenas de milhões de anos.

Reprodução

A Nasa divulgou nessa segunda-feira (13) um estudo que concluiu que a Lua está diminuindo de tamanho e enrugando. Os cientistas estimam que o satélite natural da Terra perdeu 50 metros nas últimas centenas de milhões de anos.
Conforme a Lua diminui de tamanho, sua superfície adquire novas falhas e depressões. Essas alterações do relevo podem alcançar dezenas de metros de altura e se estendendo por vários quilômetros.
“Nossa análise dá a primeira evidência de que essas falhas ainda estão ativas e provavelmente produzindo tremores, à medida que a Lua continua a esfriar e encolher gradualmente”, diz Thomas Watters, cientista sênior do Centro de Estudos da Terra e Planetas do Instituto Nacional do Ar e do Espaço dos EUA.
Os dados usados na pesquisa foram coletados por sismógrafos instalados durante a missão Apollo 11, que levou o homem à Lua pela primeira vez. Esses equipamentos conseguem medir os tremores que ocorrem em uma determinada região lunar.
Outra evidência das mudanças que estão ocorrendo, foi obtida pela sonda LROC (Lunar Reconnaissance Orbiter Camera), que fotografa a Lua desde 2009. O equipamento revelou que uma região próxima ao polo Norte também está ganhando pequenas elevações e inclinações.

R7

MUNDO: Pesquisa indica descoberta de nova espécie humana nas Filipinas

Um artigo científico publicado na revista Nature desta quarta-feira (10) traz evidências do que pode ser uma grande descoberta: uma nova espécie humana, provavelmente mais baixa e com uma mistura de traços arcaicos e modernos, que os pesquisadores deram o nome de ‘Homo luzonensis’.

Reprodução

O H. luzonensis teria vivido na caverna de Callao, na ilha de Luzón, nas Filipinas, entre 67 mil e 50 mil anos atrás. Foi lá que foram encontrados treze pequenos fósseis: dentes, falanges do pé e da mão, e fragmentos de fêmur. Dois destes fragmentos de fóssil deram a pista sobre o período de vida da espécie através da datação radiométrica.
A nova espécie apresenta ao mesmo tempo “elementos e características muito primitivas semelhantes aos do Australopithecus e outras, modernas, próximas aos do Homo sapiens”, ressalta Florent Detroit, paleoantropólogo do Museu do Homem e principal autor do estudo.

Caracterísitcas

O ‘Homo luzonensis’ “era provavelmente pequeno, se julgarmos pelo tamanho de seus dentes”, mas “não é um argumento suficiente” para afirmá-lo, indica o pesquisador.
Segundo ele, a espécie não é um ancestral direto do homem moderno, mas sim uma espécie vizinha, contemporânea do Homo sapiens, mas com várias características primitivas.
Tratam-se dos restos humanos mais antigos encontrados nas Filipinas, precedendo os primeiros ‘Homo sapiens’ datados de 30.000 a 40.000 anos encontrados na ilha de Palawan, a sudoeste do arquipélago.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia