WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

:: ‘Policia Civil’

Mulher e amiga morrem incendiadas pelo ex-namorado

Selfie de Rodrigo e Alessandra
Reprodução: Rodrigo e Alessandra em foto publicada em rede social

O engenheiro de produção Rodrigo Marotti confessou nesta sexta-feira (11) à polícia que tinha a intenção de matar a ex-namorada e uma amiga. Ele foi preso em flagrante na terça após trancá-las em um banheiro e colocar fogo na casa. De acordo com o jornal Extra, ele sabia que elas não conseguiriam escapar.

Alessandra Vaz, a namorada de Marotti, morreu nesta sexta. Ela não resistiu às queimaduras e morreu num hospital particular, para onde havia sido transferida, após primeiro atendimento no Hospital municipal Raul Sertã. Já Daniela Mousinho, a amiga, morreu na quarta.

Marotti e Alessandra estavam separados há três meses e, de acordo com vizinhos, que foram ouvidos na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Friburgo, não tinham histórico de brigas.

Na polícia, também não há registro de agressões. À investigação, Rodrigo disse que, após terem se separado, os dois tiveram desavenças em relação a uma empresa que os dois tinham juntos.

De acordo com a Deam de Nova Friburgo, outras testemunhas ainda serão ouvidas. / Extra.

Dona de asilo estuprava idoso e jovem com paralisia

Polícia Civil concluiu investigação sobre crimes cometidos na Casa Acolhendo Vidas.

Reprodução

Elizabeth Lopes Ferreira foi apontada por estuprar idoso de 72 e jovem de 23 com deficiência.

Polícia Civil concluiu investigação sobre crimes cometidos na Casa Acolhendo Vidas. Elizabeth Lopes Ferreira foi apontada por estuprar idoso de 72 e jovem de 23 com deficiência.

As investigações acerca dos abusos cometidos pelos proprietários e funcionários da Casa Acolhendo Vidas, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, concluíram que duas pessoas foram vítimas de estupro dentro do asilo. Trata-se de um idoso de 72 anos e uma jovem de 23 que tem deficiência física. Outros 76 idosos foram vítimas de agressão e tortura. Desses, 18 perderam a vida. A Polícia Civil apresentou na manhã desta quarta-feira os resultados das apurações. O caso veio à tona em julho deste ano, quando um médico do Hospital Madalena Calixto, na mesma cidade, denunciou os maus-tratos à corporação.
O inquérito terminou com o indiciamento de quatro pessoas da família da proprietária do asilo e de um cuidador. Ao decorrer das investigações, a corporação prendeu Elizabeth Lopes Ferreira, de 47 anos, dona do asilo; a filha dela, Poliana Lopes Ferreira, de 27; a outra filha da mesma, Patrícia Lopes Ferreira, de 21; e o marido Paulo Lopes Ferreira, de 53.
De acordo com a delegada Bianca Prado, a jovem de 23, que tem os membros superiores e inferiores atrofiados, foi uma das maiores vítimas no asilo. Além das agressões, ela era vista sendo beijada por Elizabeth e Paulo. “Isso a gente consegue comprovar por meio dos relatos das testemunhas. Paulo e Elizabeth foram vistos, por mais de uma vez, a beijarem na boca à força”, disse a delegada. Além disso, a jovem – que não tem condição de se mover em função da paralisia nos braços e pernas – dormia vestida e acordava sem as roupas. “Uma interna contou que ela gritava durante à noite devido aos abusos”, acrescentou.
Elizabeth foi apontada por estuprar o idoso. Na ocasião, ele tinha 70 anos, e contou a polícia que ela o obrigava a fazer sexo oral, além de outros atos libidinosos. “É importante dizer que esse senhor é lúcido. Ele estava no asilo por conta de um problema na perna. Hoje, inclusive, é uma pessoa que mora sozinha”, disse. / Jornal Estado.

CHOCANTE: Barbie do Crime foi assassinada em disputa pelo comando do tráfico

Suspeito preso confessou autoria do crime. Polícia Civil investiga participação de outras pessoas no caso.

Reprodução

Preso suspeito de participar no homicídio de Fernanda Caroline Chaves Pinho, de 25 anos, conhecida como “Barbie”, no Centro de Manaus, Matheus Rogério Machado de Castro, 21, foi apresentado pela Polícia Civil (PC) nesta quarta-feira (25), na sede do 24° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com as informações repassadas pela polícia, o crime teria sido motivado por disputa territorial relacionada ao comando do tráfico de drogas. A vítima, segundo as investigações, possuía passagem por tráfico e respondia em liberdade provisória. A polícia informou ainda que a morte da jovem contou com a participação de outros envolvidos, que são procurados pelos policiais.

CLIQUE AQUI, imagens fortes.

O preso foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e irá passar por audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, na Zona Sul de Manaus. Atualmente, ele responde por um crime de roubo e estava em liberdade provisória, com uma tornozeleira eletrônica, que estava com a bateria descarregada no momento do crime. De acordo com o titular do 24° DIP, Marcelo Martins, as equipes receberam informações que levaram à prisão do suspeito em uma casa na comunidade Bairro do Céu, na Zona Sul de Manaus. No local, policiais encontraram Matheus Rogério escondido embaixo de uma cama.

O delegado explicou que, no dia do crime, ele foi levado de carro por volta da meia-noite até a casa noturna onde o homicídio ocorreu, no Centro. A vítima, que recebeu uma ligação e foi atraída para fora do estabelecimento, estava na calçada quando foi atingida pelos disparos. Fernanda Caroline foi alvejada com quatro tiros – a maioria na região da cabeça. O suspeito fugiu em uma motocicleta com um comparsa, que teria ficado com a pistola 380, utilizada no crime. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo os autos, Matheus Rogério foi identificado por testemunhas por meio da aparência e das roupas usadas no dia do homicídio. A Polícia Civil acredita que o preso seja o autor dos disparos pois, durante a confissão, ele confirmou os detalhes coletados na cena do crime pelos agentes. Além de policiais civis do 24° DIP, a ação, que resultou na prisão do infrator, contou com a participação do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) da instituição e Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc). / Blog do Marcelo.

Maior traficante de drogas da Bahia é presa em São Paulo. Veja o momento da prisão

Ela era considerada a maior traficante de drogas da Bahia e estava escondida em Mogi da Cruzes. Trabalho de inteligência da SSP-BA levou à sua prisão.

Reprodução

A maior traficante de drogas da Bahia, Dama de Copas do Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública foi capturada, nesta quarta-feira (25), na cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. Jasiane Silva Teixeira, a ‘Dona Maria’, foi alcançada por equipes da Polícia Civil e da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública. Além da distribuição de drogas, a criminosa tinha envolvimento com homicídios, corrupção de menores, roubos, falsificações, tráfico de armas, entre outros crimes.

Natural de Vitória da Conquista, ela comandava uma facção atuante na região Sudoeste da Bahia, com ramificações nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Possuidora de três mandados de prisão e condenação, Dona Maria será trazida para Bahia onde responderá pela extensa ficha criminal. “Excelente trabalho de inteligência. É este tipo de resultado que coloca a polícia baiana entre as melhores do Brasil. Parabéns aos policiais civis. A população baiana agradece”, comemorou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Veja o momento da prisão:

Ascom-SSP BA.

REGIÃO: PRE e Civil apuram acidente que vitimou a empresária itoroense Nilvana Ribeiro

Um acidente ocorrido na noite deste sábado (21) tirou a vida da comerciante Nilvana Ribeiro, mais conhecida como “Nilvana da Vivo”, moradora na cidade de Itororó.

Reprodução

Segundo informações Nilvana dirigia o seu veículo, um Volkswagen Gol de cor prata sentido a Itapetinga pela BA-263 pela na Ladeira da Peroba, quando colidiu frontalmente com um caminhão que vinha no sentido contrário e acabou tendo morte imediata.
Muito conhecida em Itororó, Nilvana tinha muitos clientes e amigos em toda a região onde atuava há muitos anos com uma franquia da empresa de telefonia Vivo no Centro de Itororó.

NOTA DE PESAR

O município de Itororó, que fica a 135 quilômetros de Vitória da Conquista, está em luto neste final de semana. Aos 38 anos, vítima de acidente de trânsito na BA-263, faleceu Nilvana Ribeiro Nascimento. Empresária, Nilvana da Vivo sempre foi uma mulher que externava muita simpatia conquistando muitas amizades a cada momento, seja em Itororó, Itapetinga ou em Conquista onde sempre estava. O velório a acontece no Salão São José [Rua Padre Sebastião, 79 – Itororó] com sepultamento previsto para a tarde deste domingo (22). Aos amigos e familiares os sinceros sentimentos do ITARANTIM ONLINE.

:: LEIA MAIS »

PERVERSIDADE: Homem conta como matou tia no DF: “Enfiei um rodo na garganta dela”

O assassino disse ter cometido o crime porque não gostava do primo e que a mulher “falava mal” dele.

Fábio do Vale (foto em destaque), de 38 anos, decidiu tirar a vida de Maria Almeida do Vale, 68 anos.

O homem que matou a tia no Paranoá com requintes de crueldade, na quinta-feira (08/08/2019), contou detalhes do crime macabro. Fábio do Vale (foto em destaque), de 38 anos, decidiu tirar a vida de Maria Almeida do Vale, 68, porque ela teria “falado mal” dele e para se vingar do primo, com quem havia se desentendido algumas vezes. Após o feminicídio, o suspeito fugiu para o Sertão de Pernambuco, mas foi identificado e preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e reconduzido ao Distrito Federal por uma equipe da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).Na unidade policial, sem demonstrar remorso, narrou como impôs sofrimento à vítima: “Quando entrei no quarto, ela se preparava para dormir, estava só de camisola. Então, usei um rodo para espancar seu rosto diversas vezes. Depois, enfiei o cabo de madeira na garganta dela para ela parar de gemer”.O criminoso ainda pegou peças de roupa para vestir o cadáver. O objetivo seria camuflar os hematomas e estancar os sangramentos. Frio, ele ainda enrolou um pano no rosto de Maria Almeida e, depois, escondeu o tecido dentro de um capacete. “Ele passou um ano nutrindo ódio pela tia e o primo até consumar o feminicídio”, disse a delegada-chefe da 6ª DP, Jane Klébia.

Preso na 6ª DP, suspeito contou detalhes do crime macabro

A prisão
Vale foi preso pelos agentes da PRF na estação rodoviária de Ouricuri (PE), distante cerca de 620 quilômetros da capital do estado, Recife, na noite dessa sexta-feira (09/08/2019). Ele estava dentro de um ônibus interestadual no momento da abordagem.

VEJA:

 / Metrópolis

‘Musas do estelionato’ são presas após usarem autista para golpe de R$ 50 mil

Dupla conseguiu extorquir R$ 50 mil em apenas uma das vendas. Elas chegaram a chantagear vítimas com criança autista. Crimes ocorreram em Itanhaém, no litoral paulista.

Reprodução

Equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém, no litoral de São Paulo, prenderam duas mulheres que vendiam ‘terrenos fantasmas’ na cidade. Segundo a polícia, elas chegaram a usar uma criança autista na intenção de sensibilizar as vítimas para facilitar o crime e ficaram conhecidas na região como ‘musas do estelionato’. Em um dos casos, ambas chegaram a extorquir mais de R$ 50 mil em uma única venda.

Maria Celene Luiz dos Santos, e Letícia Donner Brandão, foram localizadas, segundo informações divulgadas pela polícia neste domingo (11), quando investigadores da DIG cumpriram mandado de prisão expedido contra as duas, que já tinham passagens pela polícia e ainda respondem outros processos por estelionato.

Um dos crimes originou a denúncia acatada pelo Ministério Público do Estado (MP-SP). As duas agiram juntas: enquanto Letícia apresentava-se como corretora de imóveis, anunciando lotes de terrenos nas redes sociais, Maria Celene fingia ser a dona do imóvel, justificando vendê-lo por um menor preço para arcar com as custas do tratamento de saúde do marido.

De acordo com a polícia, nenhuma levantou suspeita. Elas forjaram um contrato particular de compra e venda para dar veracidade às ações. Letícia assinou como testemunha e reconheceu firma em cartório, ao lado de um comparsa, e Maria Celene assinou como vendedora. Só neste, R$ 20 mil foram recebidos como sinal.

Reprodução

Além de alegar o tratamento do marido como justificativa da venda do terreno por um preço menor, Maria Celene chegou, de acordo com a decisão da Justiça, a encontrar-se com a vítima junto de uma criança autista, na intenção se sensibilizar a vítima e assim conseguir finalizar a negociação.

O juiz da 1ª Vara Criminal de Itanhaém, Paulo Alexandre Rodrigues Coutinho, acolheu denúncia do Ministério Público Estadual e expediu mandado de prisão para Letícia e Maria Celene, condenadas a três anos, dois meses e treze dias de prisão em regime semiaberto, e pagamento de R$ 27 mil em indenização à vítima. :: LEIA MAIS »

REGIÃO: Acusado de tirar a vida de auditor fiscal se apresenta à Polícia

Acompanhado por um defensor público, Adailton de Jesus Santos se apresentou à Polícia Civil, por volta das 14h30 desta quinta-feira (18), no Complexo Policial de Itapetinga.

Reprodução

As investigações da polícia apontaram que ele matou a tiros o auditor fiscal Jamacy José de Almeida, de 72 anos, no dia 13 de agosto de 2015, em Macarani.
Um ano depois do crime, uma ação conjunta das policias Civil da Bahia e de Minas, localizou Adailton em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. Na época, o trabalho contou com o apoio da Superintendência de Inteligência (SI) da Secretaria da Segurança Pública (SSP/BA).
Adailton, também conhecido por “Nunes”, foi encaminhado para a delegacia de Macarani. Apesar de todo o trabalho dos agentes, ele fugiu da cadeia na mesma semana em que havia sido preso. A reportagem apurou ainda que o indiciado simulou ( junto com outros presos) que um colega de cela estava passando mal. Um guarda entrou na carceragem e acabou rendido. Na época, 5 detentos conseguiram fugir, Adailton foi o único que não foi localizado pela polícia.
Agora, preso novamente, indiciado por latrocínio (roubo seguido de morte), Adailton segue no Complexo Policial de Itapetinga, à disposição da justiça, aguardando o julgamento do caso.

Em depoimento, ele negou o crime, mas a polícia não tem dúvidas que o homem abordou o auditor fiscal para roubar. “Já, já”, como era conhecido chegava em casa em um carro, quando foi surpreendido. O idoso, que morava sozinho, foi baleado após reagir ao assalto. Empresário do ramo de restaurantes, além de empresas na região Sul do Estado.
A polícia não descarta a participação de uma 2ª pessoa no crime, no entanto, não existem provas o suficiente.
Segundo a polícia, além de latrocínio, o suspeito já tem uma passagem por furto. / Itapetinga Repórter

TRAGÉDIA: Família de Ipiaú é encontrada morta em Guarulhos

O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

Reprodução

Os corpos de Uildes Lima Moreira, Gilmara Pinheiro e do filho do casal, Bruno Pinheiro, de 2 anos, encontrados mortos dentro do quarto de uma casa em Guarulhos-SP, saem do IML nesta quinta-feira, 11, com destino à Ipiaú, onde serão velados e sepultados. A informação foi confirmada ao GIRO pela prima de Uildes, Tatiane Lima. Segundo ela, o translado dos corpos será feito de avião até Ilhéus. O velório ocorrerá na Casa de Oração do Cemitério Jardim da Saudade 2 (cemitério novo), onde serão sepultados.

O horário ainda será definido. Segundo a família, Uildes e Gilmara estavam morando no estado de São Paulo há cerca de três anos. Uildes que exercia a função de pedreiro era natural de Itagibá. Já a sua esposa teria nascido em Ubatã, no entanto, ambos cresceram e moraram por muitos anos em Ipiaú, onde ainda vive grande parte dos familiares.

O casal e o menino foram encontrados mortos após o proprietário da casa onde os três estavam residindo acionar a polícia. A família alugou a casa há cerca de um mês e desde o último domingo (07) estava fechada, sem movimento, mas com as luzes acesas. Ao entrarem no imóvel na Rua Piauí, no bairro Bonsucesso, os policiais não encontraram sinais de violência, mas viram uma churrasqueira acesa. Segundo o site Giro Ipiaú, Uildes estava deitado na cama com a criança, e a mulher estava deitada no chão, ao lado. De acordo com as informações iniciais, a polícia suspeita que os pais acenderam uma churrasqueira dentro do quarto para espantar o frio. A perícia irá determinar a causa das mortes.

Sobrinho suspeito de matar a tia e arrancar o coração tinha se mudado para MT há 4 dias após tentar matar a mãe em SP

Delegado classificou rapaz como ‘repugnante, monstro e perturbado’. Sobrinho arrancou o órgão e o entregou para a filha da vítima.

Reprodução

O sobrinho que foi preso na noite dessa terça-feira (2) suspeito de ter matado a tia dele em Sorriso, a 420 quilômetros de Cuiabá, tinha se mudado para Mato Grosso há quatro dias depois de tentar matar a mãe dele em Campinas, São Paulo.
A informação foi divulgada pelo delegado André Ribeiro nesta quarta-feira (3). Maria Zélia da Silva, de 55 anos, foi morta a facadas dentro da própria casa, no bairro Vila Bela, pelo sobrinho Lumar Costa da Silva, de 28 anos.
Segundo o delegado, ele arrancou o coração da mulher, entregou o órgão para a filha da vítima e confessou o crime.
“É repugnante, ele é um monstro e é uma pessoa perturbada. Não se pode nem dizer que ele é um animal, porque nem um animal faz isso com outro”, declarou o delegado.
De acordo com a Polícia Civil, Lumar chegou a Mato Grosso na última sexta-feira (28) para morar com a tia. No mesmo dia que chegou o rapaz entregou currículos na cidade. A família diz que ele é considerado uma pessoa inteligente e fala duas línguas.
Lumar, atualmente desempregado, é técnico em redes de sistema e morava em São Paulo.

“No dia 21 de junho ele tentou matar a mãe dele em São Paulo, usando um facão. Por conta dessa situação ele veio para Sorriso onde foi morar com a tia”, explicou o delegado.

Maria Zélia abrigou o rapaz, mas o suspeito também começou a causar problemas para a família em Mato Grosso. A tia sabia do desentendimento com a mãe dele em São Paulo. O comportamento dele teria mudado, conforme familiares, depois da briga com a mãe.

“No final de semana ele arrumou uma confusão com vizinhos e, com um facão, ameaçou matar pessoas e crianças na rua. Depois desse acontecimento a tia [vítima] pediu para que a família tirasse ele da casa”, comentou o delegado.

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia