WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

janeiro 2020
D S T Q Q S S
« dez    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: ‘Brasil’

Identificada a doença que “devora a pele” dos presos de Roraima

A nota ainda acrescenta: “exames diários e tratamento continuado estão sendo feitos.

| BRASIL 247

A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima divulgou o diagnóstico para a doença de pele dos presos da Penitenciária de Monte Cristo, em Boa Vista (RR): o nome é ‘piodermite’, uma infecção de pele causada por bactérias e resultante de uma sarna não tratada.

Reprodução

A Secretaria Estadual de Saúde de Roraima divulgou o diagnóstico para a doença de pele dos presos da Penitenciária de Monte Cristo, em Boa Vista (RR): o nome é ‘piodermite’, uma infecção de pele causada por bactérias e resultante de uma sarna não tratada.
A secretaria informou: “é uma infecção de pele oportunista, que ocorre quando já existe uma lesão de pele tipo escabiose. As análises laboratoriais feitas pela CGVS (Coordenação Geral de Vigilância em Saúde) descartaram a hipótese de bactéria não identificada.”
A nota ainda acrescenta: “exames diários e tratamento continuado estão sendo feitos. Todos os pacientes estão tendo progressiva melhora. A Sesau destaca que estão sendo adotados todos os protocolos para garantir a segurança no HGR (Hospital Geral de Roraima).”
Há 29 presos internados no hospital, com doenças diversas.
A reportagem da revista Fórum ainda sublina que “em encontro da Secretaria de Saúde com a a Sejuc (Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania), a pasta se comprometeu a limpar as celas, abrir o presídio para entrega de kit de higiene e roupas aos presos, levadas por familiares. Os casos mais graves devem ser indicados para perícia médica nesta semana. Uma ala do hospital deve ser destinada para tratamento dos presos, com segurança reforçada.”

MISTÉRIO: Detentos estão sendo ‘comidos vivos’ por bactéria

Pelo menos 24 estão infectados, alguns com pernas paralisadas em prisão de Roraima.

| CORREIO BRAZILIENSE

Uma bactéria de origem desconhecida está “comendo vivos” dezenas de detentos da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC), em Roraima, no Norte do país.

Reprodução

O caso foi denunciado pela Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil em Roraima (OAB-RR), nesta segunda-feira (20), ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Ministério Público Federal (MPF) e à Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH).
O presidente da comissão, Hélio Abozaglo, visitou o Hospital Geral de Roraima (HGR) e contou que a situação é grave e precisa de medidas urgentes. “Alguns não conseguem andar, outros estão com bactérias nos pés que estão corroendo a pele. Apesar de estarem medicados, notamos que o caso é muito sério”, destacou à publicação.
Ao todo, 24 presos estão internados com os sintomas, alguns apresentam paralisia nas pernas e a pele em decomposição. Segundo os relatos, os detentos ficaram doentes no início do mês, após consumirem a água do presídio.
Segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania de Roraima (Sejuc), os detentos contaminados foram isolados e um protocolo foi aberto junto com a Secretaria de Saúde do estado para atender ao caso. Além dos presos infectados com a bactéria, quatro estão com tuberculose, informa o Correio Braziliense.
De acordo com o presidente da OAB-RR, Ednaldo Vidal, a chance de a doença contaminar outros presos, agentes penitenciários e funcionários da cadeia é grande. “O presídio não é muito diferente de um campo de concentração, é um local com zero higiene. Por isso vamos pedir a interdição imediata. A situação é de descontrole total, um caldeirão de desumanidade”, denuncia.
Palco do massacre de mais de 30 pessoas em janeiro de 2017, o PAMC tem capacidade para 500 detentos, mas está superlotado com quase 1.300. Atualmente, o presídio está sob atuação da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária, decretada desde o final de 2018.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos informou que já tem conhecimento da situação e disse que acompanha o caso. “Vamos acompanhar e fazer o possível para que as autoridades olhem com mais atenção (para os presos). Se o HGR não tem condições de detectar que tipo de enfermidade está atacando essas pessoas, que o material seja enviado para fora para fazer os exames e possa se tomar as providências corretas”, informou o organismo no Twitter.

VÍDEO: Sucuri gigante tenta engolir bezerro no Paraná

Mamífero, que de maneira inesperada surpreende o réptil, consegue se levantar, se desvencilha e sai correndo.

| METRÓPOLES

Um vídeo compartilhado nas redes mostra uma situação muito parecida, entretanto, dessa vez, a sucuri surge tentando devorar um bezerro, que de maneira inesperada surpreende o réptil ao se levantar e sair correndo, em uma cena um tanto quanto curiosa no oeste do Paraná.

De acordo com o biólogo Otávio Marque, do Instituto Butantan, de São Paulo, dependendo do tamanho da presa, a cobra pode ficar semanas sem desfrutar de outra refeição, podendo inclusive morrer devido ao tamanho da “comida”.

Reprodução

As sucuris conseguem atingir de 9 a 10 metros de comprimento e vez ou outra são flagradas devorando animais.

Homem morre em motel durante relação sexual com a filha

Familiares contaram que os dois mantinham um relacionamento há aproximadamente 20 anos.

| MANAUS ALERTA

Na noite desta sexta-feira (17/01/2020), um homem identificado como Amazonino da Costa Pinto, de 64 anos, morreu durante uma relação sexual com sua filha de 46 anos.

Reprodução

O local do ocorrido foi em um motel localizado na rua Sátiro Dias, bairro São Francisco, zona Sul de Manaus.
A mulher de 47 anos foi identificada como Andréia Mendonça Pinto. Familiares que preferem não serem identificados relataram que a filha teria um relacionamento com o pai há aproximadamente 20 anos e que a mesma já teria tido um filho dele.

Delegada sobre idosa maltratada no DF: “Estava se desintegrando”

Vítima foi encontrada em casa, com ferimentos que deixavam à mostra o pulmão. Filha foi presa acusada de maus-tratos.

| METRÓPOLES

A situação em que se encontrava uma mulher de 69 anos, em Taguatinga Sul, chocou os policiais civis que foram ao local e prenderam a filha dela, acusada de maus-tratos. “Eles a descreveram como um cadáver vivo.

Reprodução

Ela estava se desintegrando, uma situação deplorável”, disse a chefe da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa, por Orientação Sexual ou contra a Pessoa Idosa e com Deficiência (Decrin), Ângela Maria dos Santos.
A prisão de Flávia Cristina Marçal, 38, ocorreu nessa terça-feira (14). Mas ela foi solta, após pagar fiança de R$ 2,5 mil. A idosa estava desnutrida, sem dentes e com várias feridas pelo corpo. Um dos machucados, nas costas, deixava o pulmão da mulher à mostra, de tão profundo.
Os policiais chegaram até a casa da idosa após denúncia de um médico do Núcleo de Atendimento Domiciliar, do Hospital de Taguatinga (HRT). Durante uma das visitas, o profissional se deparou com as cenas de horror.
Aos investigadores, a filha da idosa teria assumido que usava, mensalmente, os R$ 3,9 mil da aposentadoria da idosa para benefício próprio. Ela justificou que a vítima se alimentava por meio de sonda e, por isso, não tinha gastos pessoais.
A idosa, que é servidora aposentada da Secretaria de Educação, vinha sofrendo com o agravamento de sua condição de saúde por conta de um acidente automobilístico ocorrido 20 anos atrás. Há uma década, a vítima se encontra em estado vegetativo e recebe cuidados da filha única.

“Nós fomos acionados pelo Núcleo de Atendimento Domiciliar da Secretaria de Saúde para acompanhar uma visita e verificar a situação. Encontramos uma casa com um ambiente totalmente insalubre, sem as mínimas condições de higiene, quente e sem ventilação, a ponto de os policiais que participaram da ação passarem mal”, descreveu a delegada Ângela Maria dos Santos.
A filha contou, em depoimento, que “cuida” da mãe desde que tinha 18 anos. Nunca trabalhou e diz ter trancado a faculdade para ficar com a idosa. “Ela disse que nunca contratou cuidadoras porque temia que elas maltratassem sua mãe”, informou a delegada.

Com o dinheiro da aposentadoria da vítima, a filha comprava roupas, comida e, recentemente, adquiriu um celular de última geração. “Chamou atenção a frieza como ela falava sobre fazer uma poupança para dar um funeral digno para a mãe”, ressalta Ângela Maria.
Conforme a policial, a autora chegou a juntar R$ 6 mil, mas a conta estava com apenas R$ 50 no dia em que foi detida.
Após ser resgatada, a idosa foi levada às pressas para o HRT, onde está entubada e espera por cirurgia. O caso foi comunicado ao Ministério Público, que definirá o destino da vítima, caso receba alta. CUIDADO IMAGEM FORTE!
A filha vai responder por três crimes. São eles: deixar de prestar assistência ao idoso em situação de iminente perigo ou dificultar sua assistência à saúde, sem justa causa – pena de 6 meses a 1 anos de reclusão e multa; expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes – pena de 2 meses a 1 ano de reclusão e multa; apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro rendimento do idoso – pena de 1 a 4 anos e multa.

Mecânico é preso em Iguaí após falsificar placa de carro e escrever Brasília com Z

O acusado não teve o nome divulgado.

| G1

Um homem foi preso, na cidade de Iguaí, no sudoeste da Bahia, suspeito de falsificar a placa de um carro em que a cidade Brasília aparece escrito com a letra z e com o acento na vogal errada.

Reprodução

Segundo informações do delegado Moabe Macedo, o motorista foi abordado na Rua Arlindo Pires, após policiais perceberem que a placa dianteira do carro em que ele pilotava tinha um erro de ortografia. Na placa, a cidade Brasília estava escrito “Brazilía-DF”. O acusado não teve o nome divulgado.
De acordo com o delegado, durante a abordagem, os policiais também perceberam que o número identificador do motor era diferente do que estava no documento do veículo. Moabe Macedo informou que o mecânico tem uma oficina na cidade e era investigado pelos policiais por suspeita de adulteração de veículos. O suspeito contou em depoimento à polícia que comprou o carro na cidade de Vitória da Conquista, por R$ 12 mil e também deu mais um outro veículo em troca. O caso vai ser investigado na delegacia de Iguaí, onde o suspeito está à disposição da Justiça.

Agricultura identifica contaminação em mais 6 cervejas da Backer

Segundo a pasta, já foram encontrados monoetilenoglicol e dietilenoglicol em oito rótulos da cervejaria.

| METRÓPOLES

Já havia sido confirmada a contaminação de lotes da Belorizontina e da Capixaba.

Reprodução

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou, nesta quinta-feira (16/01/2020), que subiu para oito o número de rótulos da Cervejaria Backer em que foram identificadas as substâncias monoetilenoglicol e dietilenoglicol. Já havia sido confirmada a contaminação de lotes da Belorizontina e da Capixaba.
Segundo a pasta, há pelo menos uma das duas substâncias também nas cervejas Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown e Backer D2. As análises dos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária constataram 21 lotes contaminados.

Mulher arma emboscada e mata homem que a estuprou duas semanas atrás

Um homem de 45 anos foi assassinado na noite de terça-feira (14) em um povoado de Capelinha, município com cerca de 38 mil habitantes no Vale do Jequitinhonha mineiro.

| BHAZ

A autora foi uma mulher de 44 anos que teria sido estuprada por ele no início deste ano, há cerca de duas semanas.

Reprodução

Conforme a Polícia Militar, a autora aproveitou que o homem estava muito embriagado e adormeceu no sofá da residência dela para desferir golpes de machadinha. O caso ocorreu por volta das 19h de ontem.
“Ele entrou bêbado na casa dela, deitou no sofá e dormiu. Lá é um povoado pequeno, todo mundo conhece todo mundo… Por isso ele tomou essa liberdade para entrar na residência dela”, explica ao BHAZ o tenente Edmundo Leite, responsável pela comunicação da unidade que faz o policiamento de Capelinha.
A mulher precisou ser contida por uma conhecida e pela própria mãe para que os golpes fossem interrompidos. Um dos residentes do povoado chegou a acionar uma ambulância e o homem foi levado a uma unidade de saúde da região. Quando estava sendo transferido para outra, com mais estrutura, teve o óbito constatado.
A mulher confessou o crime e justificou o ato como vingança – ela afirma ter sido estuprada pelo homem no dia 3 deste mês. O abuso sexual não foi denunciado às autoridades. Ela foi detida e encaminhada à delegacia da região por homicídio consumado.

Pai de santo é suspeito de estuprar virgens no DF para livrá-las de “maldição”

Religioso dizia incorporar a entidade “Exu Veludo” e fazia vítimas acreditarem que prosperariam se fizessem sexo com ele.

| METRÓPOLES

Investigadores da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) prenderam um pai de santo de 31 anos suspeito de abusar sexualmente de três mulheres e uma adolescente.

Reprodução

O homem foi detido nesta terça-feira (14/01/2020), em Ceilândia, durante a Operação Veludo. O religioso dizia que as vítimas teriam prosperidade e se livrariam de maldições caso tivessem relações sexuais com ele.
As investigações revelaram que o pai de santo ganhava a confiança das vítimas e dizia que a entidade Exu Veludo – a qual ele alegava ser capaz de incorporar – era apaixonado por elas. Uma das vítimas chegou a engravidar do suposto abusador e ele teria forçado a jovem a abortar o feto. O acusado teria auxiliado no procedimento e fornecido medicamentos abortivos.
O suspeito tem um terreiro em Águas Lindas, onde ele conheceu as jovens, mas os estupros teriam ocorrido em sua casa, em Ceilândia, e na residência das vítimas. Das quatro mulheres que acusam o religioso de abuso, três eram virgens.
Ele foi autuado por violação sexual mediante fraude e aborto provocado por terceiro sem consentimento da gestante. O pai de santo foi levado para a Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP), e seguirá detido por tempo indeterminado.

Bolsonaro diz que há brecha para reajustar o salário mínimo pela inflação

Presidente disse que vai conversar sobre o tema com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na tarde desta terça. Ministério afirmou que, se o presidente autorizar, valor vai a R$1.045.

| AGÊNCIA BRASIL

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta terça-feira (14) que o governo vê uma brecha para reajustar o salário mínimo pelo menos no mesmo índice da inflação de 2019.

Reprodução

Inicialmente, o governo fixou o salário mínimo para 2020 no valor de R$ 1.039, o que representou um reajuste de 4,1%. O aumento ficou abaixo do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que registrou alta de 4,48% em 2019.
O Ministério da Economia informou que, se Bolsonaro autorizar, o valor do mínimo vai para R$ 1.045. Nessa conta entra não só o reajuste pelo INPC, mas também o repasse de resíduos de 2018 (os resíduos são a porcentagem que ficou faltando naquele ano para o mínimo repor o INPC).
O presidente afirmou que vai ter uma conversa na parte da tarde com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para discutir o tema.
“Vou me reunir com o Paulo Guedes agora à tarde. Eu acho que tem brecha para a gente atender. É porque a inflação de dezembro foi atípica, por causa do preço da carne. Então vai ser duas da tarde, tenho um despacho com o Paulo Guedes para decidir esse assunto”, disse Bolsonaro a jornalistas na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada.
Em seguida Bolsonaro, foi questionado se a ideia era recompor pelo menos o valor do INPC. O presidente respondeu que sim. “É, a ideia. No mínimo isso aí. Agora, cada R$ 1 no salário mínimo são mais ou menos R$ 300 milhões [de impacto] no Orçamento. A barra é pesada, mas a gente tem que… Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, tem que recompor”, concluiu.
O valor do mínimo inicialmente estipulado pelo governo, de R$ 1.039, foi proposto em uma medida provisória enviada ao Congresso.
O valor ficou menor que o INPC porque, ao redigir a MP, no fim de dezembro, o governo usou como base uma previsão para a inflação de 2019, que ainda não estava consolidada. O resultado oficial saiu em janeiro.
Uma das possibilidades para viabilizar o reajuste do salário mínimo acima da inflação é o governo propor ao Congresso uma alteração da medida provisória, que ainda não começou a tramitar no Legislativo. Os parlamentares estão de recesso e voltam ao trabalho no início de fevereiro.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia