WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829

:: 14/fev/2020 . 20:20

Mãe mata filha de 2 anos e confessa “Matei ela na pia da cozinha com três facadas”

Indiciada por homicídio duplamente qualificado, Laryssa Yasmim narrou detalhes de como tirou a vida de Júlia, de apenas 2 anos.

| METRÓPOLES

O depoimento à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro) nesta quinta-feira (13), Laryssa Yasmim Pires de Moraes, 21 anos, narrou detalhes de como executou a facadas a própria filha.

Reprodução

Segundo a jovem, o crime ocorreu na cozinha do apartamento, de apenas três cômodos. O imóvel fica localizado na Chácara 148 da Colônia Agrícola Samambaia, em Vicente Pires.
Ela contou ter acordado por volta de 5h30 da manhã. Depois, colocou sobre a pia um colchão de berço e levou a filha até a bancada. “Tentou, primeiro, dar uma facada, mas não deu certo. A bebê começou a chorar. Foi aí que ela tentou sufocar com a mão, fechou os olhos e acertou outras duas vezes”, descreve o delegado Josué Ribeiro da Silva.
O primeiro golpe acertou a pequena Júlia Félix de Moraes, de apenas 2 anos, próximo ao pescoço, mas não chegou a perfurar a pele da menina, pois Laryssa teria usado pouca força. No entanto, na sequência, ela apunhalou a garota mais duas vezes e, dessa vez, a lâmina penetrou o tórax. Segundo as investigações, a barbárie foi praticada com uma faca de pesca, de ponta triangular.
Após tirar a vida da criança, Laryssa foi ao quarto onde o ex-companheiro e pai de Júlia dormia e tentou acertá-lo. Giuvan Félix teria acordado assustado e, na tentativa de desarmar a mulher, acabou se ferindo no rosto. Após tomar a faca de Laryssa, ele se deparou com a filha ensanguentada e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) . “Enquanto Giuvan estava no telefone, ela guardou a faca e escondeu o colchão na área de serviço, que encontramos após voltarmos à casa”, afirma o delegado.

Sem motivo
Mesmo contando todos os detalhes do assassinato, a mulher não apresentou um motivo. Os investigadores suspeitam que ela não aceitava o fato de os avós maternos e paternos terem procurado a Justiça para tentar tirar a guarda da menina. Laryssa foi indiciada por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima. Ela ainda responderá pelo crime de lesão corporal praticada contra Giuvan. :: LEIA MAIS »

VÍDEO: Homem agride mulher e ateia fogo na vítima

Natália Renner Morais foi transportada ao Hospital Regional da Asa Norte com queimaduras de 1º e 2º graus por todo o corpo.

| METRÓPOLES

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que um homem joga gasolina numa mulher, ateia fogo e começa a agredi-la.

O episódio ocorreu no centro de Taguatinga na manhã desta sexta-feira (14. De acordo com informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), o motivo seria uma suposta dívida de drogas.
Revoltado por não receber o pagamento referente aos entorpecentes, o homem teria ido a um posto de combustível, comprado a gasolina e derramado em Natália Renner Morais, 31 anos. Logo depois, o agressor ateou fogo na vítima. Ambos viveriam em situação de rua.

No vídeo, é possível perceber que o homem chega e joga combustível na mulher, que estava sentada. Em seguida, a vítima se levanta e o criminoso passa a desferir socos em Natália.

Amigos furtam boi de estimação para churrasco e caso vai para na delegacia

Um boi furtado de dentro de uma propriedade foi abatido e transformado em churrasco no interior do Acre.

| JB

O caso aconteceu na manhã da última quarta-feira (12).

Reprodução

O pastor Raimundo de Oliveira, dono do animal registrou ocorrência após sentir falta do animal quando foi mudá-lo de local. Segundo ele, o animal foi furtado e abatido a 200 metros da casa dele.
Dois vizinhos do pastor foram conduzido à delegacia. A carne foi encontrada em um freezer no bairro Aeroporto Velho, temperada e pronta para ser servida em um aniversário de 15 anos.
O dono do animal afirmou que o boi era criado como um animal de estimação e que, inclusive, era chamado carinhosamente de Laranjinha. O boi de carga e pesava cerca de 270 quilos.
Mesmo chateado com a morte do animal, o pastor diz que conversou com a família e que quer tirar a queixa, mas só vai fazê-lo se pagarem o valor de R$ 3 mil. Oliveira diz que é uma forma de não ficar no prejuízo e nem atrapalhar a festa da família.





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia