| VCN Notícias

Com a utilização de buscas técnicas, a Polícia Civil conseguiu localizar, na manhã do dia 08/11/2019, o corpo parcialmente carbonizado do jovem.

Reprodução

Após 48 horas ininterruptas de diligências, na presente data, 09/11/19, a Polícia Civil prendeu em flagrante delito Rodrigo Porto Oliveira Silva, vulgo Playboy (22 anos), e Alexandre Cruz Brito, vulgo Parckr ou Xande (21 anos).
Eles confessaram que roubaram o veículo de Hiago Evangelista Freitas (24 anos) e o assassinaram.
Ambos foram autuados em flagrante pelos seguintes delitos: latrocínio e ocultação de cadáver, sendo que Rodrigo também responderá pelos crimes de associação ao tráfico de drogas, adulteração de sinal identificador e posse ilegal de munição.

COMPREENDA O CASO

Na quinta-feira, dia 07/11/2019, por volta das 13h e 30min, familiares de Hiago Evangelista Freitas, estudante de odontologia e motorista de aplicativos de transporte público, procurou a Polícia Civil de Vitória da Conquista para noticiar o desaparecimento do jovem que estaria fazendo transporte de passageiro quando deu a última notícia a sua namorada (na noite da quarta-feira, 06/11/19). Imediatamente, diante da gravidade do fato, equipes iniciaram as investigações, contando com o apoio irrestrito do SI/DEPIN/SSA, da Polícia Federal.

Com a utilização de buscas técnicas, a Polícia Civil conseguiu localizar, na manhã do dia 08/11/2019, o corpo parcialmente carbonizado do jovem e, poucas horas depois, foi noticiado por populares o local onde o veículo estava abandonado. Perícias foram realizadas nos locais onde foram encontrados o corpo e o veículo. Inclusive, a Polícia Militar utilizou um cão farejador à procura de pistas para auxiliar na investigação.
Incessantemente, as equipes da Polícia Civil continuaram as buscas pelos autores e, nesta data, 09/11/2019, por volta das 06h, prepostos da Polícia Civil localizaram Rodrigo Porto Oliveira Silva, vulgo Playboy (22 anos), o qual confessou sua participação no crime. Na sua residência, foram arrecadados diversos objetos pessoais da vítima, como documentos, cartões de banco, chave do veículo e o celular de Hiago, bem como, um simulacro de arma de fogo. Interrogado, confessou que o crime havia sido premeditado.

Junto com o autor Rodrigo, foi conduzida sua namorada, a qual confessou que tomou conhecimento do fato no dia posterior ao desaparecimento do jovem Hiago, alegando que não denunciou o seu namorado por medo de vingança.
Sobre o crime, os autores apresentaram versões divergentes em relação apenas a quem arquitetou o crime, certo é que decidiram matar a vítima antes mesmo de iniciarem a viagem, relatando com detalhes a execução do crime.
Rodrigo e Alexandre relataram que após a saída de Vitória da Conquista anunciaram o assalto à vítima, utilizando um simulacro de arma de fogo, que foi imobilizada e posteriormente levada ao local onde foi teve sua vida ceifada com facadas e carbonização parcial do seu corpo. Os coautores alegaram que temeram ser denunciados pela vítima e por isso a assassinaram.
Na divisão dos bens roubados, Alexandre Cruz Brito, vulgo Parckr ou Xande, ficou com r$ 300,00 (trezentos reais) e Rodrigo Porto Oliveira Silva, vulgo Playboy, ficou com o mesmo valor, mais o veículo, documentos, cartões e celular.
Rodrigo Porto utilizou o veículo para passear com a sua namorada no dia seguinte, deslocando-se para vários Bairros da cidade, mesmo sabendo que a polícia já procurava por Hiago e o veículo.Na noite posterior ao dia do crime, após a grande repercussão social causada pelo assassinato de Hiago, Rodrigo resolveu deixar o veículo roubado nas proximidades da sua residência, após adulterar as placas com fita adesiva, sendo que o rolo de fita utilizado também estava na residência de Rodrigo.

/ FONTE: Polícia Civil/10ª Coorpin de Vitória da Conquista.