Nesta segunda-feira (1º), o governo irá disponibilizar o rendimento anual do fundo PIS/Pasep, que é de 4,917% sobre o saldo da conta de cada trabalhador. Mas apenas uma parte do dinheiro poderá ser sacada, e só a partir do dia 25.

Reprodução

Os rendimentos são distribuídos anualmente, como um percentual aplicado sobre o saldo que cada participante ainda ativo possui. De acordo com o Ministério da Economia, este ano o índice ficou em 4,917%.
A parte extra que pode ser sacada é de 3,6%, conforme previsto em lei. Essa fatia é referente aos juros e ao resultado líquido adicional. O restante permanece no fundo. Todos os participantes do fundo poderão retirar o dinheiro. Para sacar todo o dinheiro do fundo, o trabalhador deve cumprir alguns requisitos, como ter mais de 60 anos ou ser aposentado.
Empregados da iniciativa privada, inscritos no PIS, devem retirar os valores nas agências da Caixa Econômica Federal. Já os servidores ou empregados de empresas públicas, vinculados ao Pasep, devem procurar o Banco do Brasil.
Têm direito aos rendimentos os trabalhadores públicos e privados que estavam no mercado de trabalho formal até 4 de outubro de 1988 e que ainda não fizeram o saque integral de suas cotas. / VN