Cuidado com dinheiro falso. Algumas notas já foram passadas no comércio de Itarantim.

Reprodução ilustrativa

Todos devem ficar atentos sobre a circulação de notas falsas, pois é justamente nesse período de festas juninas e eventos tradicionais e também nos horários de pico do comércio que espertalhões se aproveitam do movimento para passar dinheiro falso.
Assim os consumidores e lojistas devem ficar atentos. Uma das táticas mais utilizadas é utilizar notas falsas de valores altos para comprar itens baratos, em busca do troco ‘limpo’. O perigo está aí, a pessoa que recebe uma nota falsa quase sempre terá de arcar com o prejuízo, porque não existe uma legislação que garanta a troca por dinheiro verdadeiro. Se o saque for feito em caixa eletrônico, a recomendação é que o consumidor tire um extrato que comprove o saque e procure o gerente da agência afim de que possa haver um entendimento mútuo acerca do ressarcimento dos valores.
Nesta quinta-feira (27), um comerciante informou em uma publicação numa rede social que havia recebido uma nota falsa. A nota de r$ 100, 00 (cem reais) foi usada como pagamento em seu estabelecimento.
O comerciante alertou para o perigo pedindo à população para que fique atenta. “Está circulando várias notas falsas de cem reais aqui na cidade. Nós fomos sorteados com uma dessas ”, disse o comerciante.
Quem falsifica, fabrica, adquire, vende, troca, guarda ou tentar colocar uma cédula falsa em circulação está passivo de prisão com penas que variam de 3 a 12 anos de reclusão.
Por isso, é importante não repassar a nota. Ao receber dinheiro falso deve procurar a Polícia ou entregar a um banco, que fará o encaminhamento.
O crime de moeda falsa está previsto no artigo 289 do Código Penal.