WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: 31/maio/2019 . 21:33

Correios passam a oferecer novos serviços com o Balcão do Cidadão

Atualmente, qualquer pessoa pode efetuar o pagamento de taxas e multas do serviço militar em uma agência dos Correios.

Reprodução

Instituições públicas e privadas poderão usar a capilaridade dos Correios para levar serviços ao público por meio do Balcão do Cidadão. O projeto foi lançado nesta sexta-feira (31) pelos Correios e tem o intuito de ampliar os serviços disponíveis nas agências da empresa.
Atualmente, qualquer pessoa pode efetuar o pagamento de taxas e multas do serviço militar em uma agência dos Correios. Com a iniciativa, o objetivo é aumentar o leque de serviços.
“Uma concessionária de energia elétrica que, por determinação da Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica], tem que contar com uma estrutura física de atendimento, poderá utilizar a rede de agência dos Correios para ofertar, no Balcão do Cidadão, o serviço de troca de titularidade da conta de luz”, exemplifica o chefe de Departamento de Soluções ao Cidadão dos Correios, Washington Alves.
Segundo ele, a decisão dos Correios de expandir a variedade de atividades teve início no ano passado e reflete uma “vocação” da empresa.
“Quase 60% do CPF [Cadastro de Pessoa Física] emitido no país é feito dentro de uma agência dos Correios”, destaca Alves.
Caso deseje contratar o Balcão do Cidadão, a instituição ou empresa deve entrar em contato com o setor de vendas dos Correios pelo Fale Conosco no site da instituição.
De acordo com Alves, em meados de junho, os Correios colocarão no ar um site contendo a lista de todos os novos serviços disponíveis no Balcão do Cidadão.

Agência Brasil

Petrobras reduz preço do diesel em 6% e o da gasolina em 7,1%

Mudança derruba o preço cobrado pelo litro da gasolina nas refinarias a R$ 1,81 a partir deste sábado (1º). Diesel passará a ser comercializado a R$ 2,16.

Reprodução

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (31) a redução de 6% no preço médio do diesel nas refinarias, para R$ 2,1664 por litro, e o recuo de 7,16% na gasolina, para R$ 1,8144 por litro.
Apesar da redução acentuada, ambos os combustíveis acumulam alta de cerca de 20% no ano.
Com os reajustes, que valem a partir deste sábado (1º), o litro da gasolina passa a ser vendido R$ 0,1399 mais em conta e o do diesel será reduzido em R$ 0,1383.
Como as reduções foram anunciadas para o preço dos combustíveis nas refinarias, não significa que os valores cobrados pelos postos estarão mais baixos a partir de amanhã.
As reduções ocorrem após os preços do petróleo Brent registrarem uma perda de 11% em maio e de o barril nos EUA ter recuado 16% no mês, na maior queda mensal de ambos contratos futuros desde novembro.
Com a redução, o preço médio do diesel na refinaria da Petrobras é o menor desde os R$ 2,1432 por litro registrados em meados de abril. Com o movimento, a empresa realizou a primeira redução no valor do diesel desde março.
O valor da gasolina da Petrobras, que havia sido reduzida em 4,4% na semana passada, é o mais baixo desde os R$ 1,7966 real por litro visto em 15 de março.

Em mensagem no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro, compartilho o anúncio dos cortes nos preços.
O presidente esteve em envolvido em abril em uma polêmica sobre o preço do diesel, com a Petrobras voltando atrás em uma alta no valor do combustível após um telefonema de Bolsonaro ao presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco.
Na época, o governo estava sob pressão de uma nova greve de caminhoneiros. Os motoristas se queixavam dos preços do diesel e de questões relacionadas à tabela do frete mínimo.

Correio24horas

Tarifas de energia terão bandeira verde em junho, sem custo extra

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 31, que as contas de luz vão ter a bandeira verde no mês de junho, sem custo adicional para o consumidor.

Reprodução

Em maio, as tarifas estavam com a bandeira amarela, com uma taxa extra de R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.
“Embora junho seja um mês típico da estação seca das principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN), a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média para o período, o que possibilita manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual”, informou a Aneel.
As duas variáveis que definem o sistema de bandeiras tarifárias são o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e o nível dos reservatórios das hidrelétricas, medido pelo indicador de risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês).
De acordo com a Aneel, esse cenário reduziu o preço da energia (PLD) e diminuiu os custos relacionados ao GSF e à geração de energia de fontes termelétricas.

Escala :: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia