WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

maio 2019
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

:: 17/maio/2019 . 21:53

Nilo Coelho é condenado por forjar licitação para locação de caminhões

A Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Guanambi, Nilo Augusto Moraes Coelho, e os membros da comissão de licitação, Elisângela Alves Teixeira, David Xavier Souza Júnior e Alencastre Honório Moura, por improbidade administrativa, ao forjar licitação para locação de caminhões em 2009. Por conta disso a assessoria do ex-gestor enviou Nota de Esclarecimento a imprensa.

Reprodução

CONFIRA

“O senhor Nilo Coelho, no seu último mandato de prefeito, após duas licitações desertas, contratou vinte trabalhadores, caminhoneiros que buscam seu sustento no volante. Eles cuidaram de cascalhar as principais estradas do nosso imenso município. O Ministério Público Federal (MPF), entendeu que a contratação foi ilegal e a Justiça entendeu que houve improbidade administrativa na contratação. Ele ainda pode apresentar inúmeros recursos da decisão. Hoje, o próprio MPF entende que é melhor contratar diretamente, com Nilo fez, ao contrário das práticas que ocorrem hoje. A prefeitura de Guanambi paga a uma só empresa 2 milhões por ano para fazer o serviço de transporte de cascalho e outros materiais. O mesmo ocorre nos contratos de 17/05/2019 Sudoeste Notícias www.sudoestebahia.com/noticias/imprimir/23852-2019/05/17/nilo-coelho-divulga-nota-de-esclarecimento-sobre-condenacao-por-forjar-licitacao-p… 2/2 transporte escolar, alvos de fiscalizações recentes. A prefeitura, ao invés de fortalecer os transportadores pagando diretamente a eles pelo serviço que eles prestam, contrata uma empresa que fica com parte dos ganhos do trabalho que eles tiveram. A notícia que circula hoje já foi veiculado no mês de março pela imprensa. O MPF só foi oficialmente informado agora da decisão.”

Portal Vilson Nunes

Mais de 25 mil funcionários devem ser demitidos de empresas estatais

Segundo secretário do governo, 7 já foram aprovados e outros 4 estão em discussão. Entre as estatais que já abriram PDVs ou programas de aposentadoria incentivada estão Correios, Petrobras, Infraero, Serpro e Embrapa.

Reprodução

Em meio à orientação do governo federal de reduzir custos e gerar resultados, as estatais deverão enxugar ainda mais o quadro de funcionários em 2019. Levantamento feito pelo G1, a partir de informações do Ministério da Economia e das próprias empresas, aponta que o número de desligamentos no ano poderá passar de 25 mil.
Segundo Fernando Soares, secretário de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) do Ministério da Economia, já foram aprovados pelo governo este ano 7 programas de demissão voluntária (PDVs) ou de aposentadoria incentivada de empresas distintas.
A estimativa do governo é de um total de 21,5 mil desligamentos ao longo do ano somente com esses sete programas, o que poderá gerar uma economia com folha de pagamento da ordem de R$ 2,3 bilhões por ano.
O número não inclui o PDV anunciado em abril pela Petrobras, que pela lei não precisa de aval do governo para lançar programas de desligamento. Considerando também a expectativa de 4,3 mil demissões na petroleira, o total de desligamentos previstos no ano em estatais chega a 25,8 mil.
“Além desses, já temos outros 4 em discussão”, disse o secretário Soares em entrevista ao G1.
A lista das estatais envolvidas, entretanto, ainda não foi tornada pública. Segundo o secretário, a abertura de PDVs ou programas de aposentadoria incentivada é uma “decisão estratégica de cada empresa” e não cabe ao governo “queimar a largada”. :: LEIA MAIS »

BRASIL: Governo corre risco de ficar sem dinheiro para Bolsa Família

Com impasse no Congresso, parlamentares resistem em aprovar um crédito extra de R$ 248,9 bilhões solicitado por equipe econômica de Bolsonaro.

Reprodução

Sem um bom relacionamento no Congresso, o governo corre o risco de ficar sem dinheiro para pagar benefícios assistenciais, como o Bolsa Família, a partir do segundo semestre. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Parlamentares têm resistido em aprovar um crédito extra no valor de R$ 248,9 bilhões solicitado pela equipe econômica de Jair Bolsonaro, que pede urgência na liberação para não descumprir a chamada regra de ouro – que impede a emissão de dívida para o pagamento de despesas correntes.
Nem mesmo o apelo do ministro da Economia, Paulo Guedes, feito nesta semana em reunião na Câmara, surtiu efeito. Embora parlamentares reconheçam a necessidade de liberar os recursos, o assunto esbarra no descontentamento com a articulação do Planalto.
Deputados e senadores condicionam a aprovação do projeto a um diálogo maior com o Executivo e cobram esclarecimentos sobre o tamanho do crédito solicitado pelo governo. A desconfiança é de que a equipe de Bolsonaro apresenta um quadro pior do que realmente é.
O projeto que libera os recursos foi encaminhado pelo governo ao Congresso em março e desde então está parado na Comissão Mista de Orçamento. O prazo para o colegiado analisar o pedido vai até novembro, mas o governo tem pressa e quer a votação do texto até o mês que vem.
De acordo com Guedes, sem o crédito, os pagamentos de subsídios vão parar em junho, de benefícios assistenciais, em agosto, e do Bolsa Família, em setembro. Guedes declarou que o recurso também será usado para pagar a Previdência, o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o Plano Safra, temas sensíveis aos congressistas. “Estamos à beira de um abismo fiscal”, disse o ministro em reunião na terça-feira (14). :: LEIA MAIS »

Voos de Salvador são desviados para Porto Seguro devido mau tempo

Três voos foram desviados; Velocidade do vento registrou a média de 22 km/h.

Reprodução

De acordo com o site Radar 64, por causa das más condições meteorológicas, dois voos da companhia Gol e um voo da Latam, que pousariam no Aeroporto Internacional de Salvador, acabaram sendo desviados para Aracaju e Porto Seguro, na tarde desta quinta-feira, 16. Os pousos e decolagens foram normalizados por volta das 13h50.
Conforme informações da Salvador Bahia Airport, a causa do desvio aconteceu devido à mudança na direção do vento, que ocasionou restrições na pista 10/28, a qual já estava reduzida por motivo da realização de obras.
Segundo informações do meteorologista Giuliano Carlos, a velocidade do vento registrou a média de 22 km/h, por volta das 16h desta quinta. Para esta sexta, 17, a previsão é a de que os ventos podem chegar de 18 a 20 km/h. “Estamos em um período típico do outono. É esperada a chegada de sistemas meteorológicos com frequência”, frisou.
Ondas de até 4 metros
Com risco de ventos intensos, o Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) informou que há previsão de condições favoráveis à ocorrência de ressaca com ondas que podem atingir 4 metros de altura nesta sexta.
Com isso, os ventos também devem chegar até os 60 km/h. A mudança acontece por causa da passagem de um sistema de baixa pressão, que influencia a situação de chuva.

Radar 64

BAHIA: Corpo é encontrado morto e brutalizado. Motivo pode ser passional

Um dos suspeitos do assassinato de Lelzenilton de Jesus já está preso. Vítima teve o corpo brutalizado em crime hediondo.

Foi preso um dos envolvidos na morte brutal de Lelzenilton de Jesus, desaparecido deste terça-feira (14) e encontrado morto nesta quinta, em Poções. Moradores da zona rural acionaram a Polícia Militar, indicando o local onde estaria a vítima. O rapaz foi encontrado escondido em um monte de lixo e entulho. A vizinhança estranhou e, com a chegada da PM, o corpo foi oficialmente localizado. Assista:

:: LEIA MAIS »





WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia