A família disse que a vítima comentou que estava sendo ameaçada.

Reprodução

A Polícia Civil suspeita que a morte da jovem Talita Karen Silva, de 23 anos, pode ter sido motivada por vingança ou uma disputa entre grupos rivais ligados ao roubo de cargas em Anápolis, a 55 km de Goiânia. A família disse que a vítima comentou que estava sendo ameaçada.

Reprodução

Talita foi encontrada morta no sábado (04/05). Ela foi atingida por três tiros. De acordo com o Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), ela já foi presa por envolvimento no roubo de cargas e a investigação já conseguiu listar quem seriam os comparsas dela para que eles prestem depoimento.

A polícia acredita que o crime possa ter sido uma vingança ou uma briga entre grupos rivais que disputam território. A delegacia ainda vai começar a ouvir familiares e também os suspeitos de integrar a mesma organização que ela. Alguns deles já estão presos por outros crimes.

A família percebeu que a jovem tinha desaparecido quando foi até a casa dela e encontrou o filho de Talita sozinho. O corpo dela foi enterrado no domingo (05/05). A família não quis dar entrevista por estar abalada e com medo após o crime, mas contaram que ela já tinha relatado que sofria ameaças.

G1 Goiás